Quadrinhos: as peculiaridades de um leitor

Publicado por em 14/02/2017 | Um comentário

Ser leitor é uma coisa bem especial – e até meio estranha nos dias de hoje. Embora seja uma denominação que consista basicamente no ato de ler um livro, não é tão simples assim. Cada leitor tem suas peculiaridades, suas manias, seus autores preferidos, suas capas de livros favoritas, sua hora de leitura, seu jeito de pegar o livro, e de se envolver com a histórias.

Por isso que achei tão legal os quadrinhos Reading Quirks, que o Felipe Lima me mostrou. É uma seriezinha cômica sobre as “peculiaridades do leitor”, em tradução livre. Os textos estão em inglês mas pelo contexto são bem viáveis de entender.

Quem se identificar primeiro, levanta a mão. o/

Reading Quirks 01

Peculiaridades do leitor 01 – Se você pega um livro emprestado e não o lê, o karma vem atrás de você

Leia mais

Tags deste post: ,

[Resenha] Simpatia pelo Demônio é uma história sobre relacionamentos e obssessão

Publicado por em 8/02/2017 | Um comentário

Ratos em Bernardo Carvalho e Murakami
Por Bianca Dias

No horóscopo chinês, 2017 pode ser o ano do Galo. Na literatura, entretanto, 2017 começou como o ano do Rato. Iniciando as leituras após o Ano Novo, deparei-me, inadvertidamente, com dois Ratos distintos.

Comecei pelo Rato protagonista do romance de Bernardo Carvalho, Simpatia pelo Demônio. Logo em seguida, o Rato de Murakami esteve presente em Ouça a canção do vento e Pinball, 1973, dois romances reunidos em volume único, e de estética primorosa, pela editora Alfaguara.

Em Simpatia pelo Demônio, antes de começar a história propriamente dita, Bernardo Carvalho faz por bem esclarecer o título da obra, desvinculando-o da clássica canção dos Rolling Stones. De modo professoral, explica as distinções linguísticas entre simpathy e simpatia, ressaltando que o primeiro, em inglês, quer dizer consideração. No título deste romance, a simpatia pelo demônio é simpatia mesmo.

O primeiro capítulo do livro é mesmerizante

A narrativa tem vida própria, no sentido de que bem poderia estar fora do romance, de modo autônomo, e, ainda assim, continuaria a ser admirável, completa. O Rato de Bernardo Carvalho trabalha em uma agência humanitária, e se vê enredado em uma missão cheia de meandros não ditos e desditos.

Leia mais

Tags deste post: , , , ,

Meta literária 2017: o meu plano de leituras com foco e propósito

Publicado por em 30/01/2017 | 4 comentários

Plano de metas literárias 2017

Esquema de metas literárias pra 2017: planejamento e propósito

Um belo dia resolvi mudar. Mais especificamente esse ano de 2017. Como eu nem lembro da última vez em que estabeleci uma meta de leitura e consegui cumprir, eu arrumei um jeito diferente de lidar com a leitura. Decidi ser mais ousada na minha meta, e ainda planejar ela inserindo foco e propósito.

Tudo começou quando li esse artigo do Lombada Quadrada, porque percebi que as minhas leituras estavam seguindo um grande randoom. Aleatoriedade demais. Não que isso seja errado ou ruim, mas ao final de um ano eu não contemplei gêneros e tipos de livros que acho importante.

Seguindo o fluxo natural, eu não li mais escritoras mulheres, quase não li autores nacionais, nem biografia, nem quadrinhos, etc. Simplesmente quero tentar me sentir mais produtiva literariamente ao fim de 2017. 

Leia mais

Tags deste post: ,

[Trecho de livro] Sobre banho de mar – Inés Bortagaray

Publicado por em 20/01/2017 | Deixe um comentário

Banho de mar - Trecho de livro

 

Quando vamos à praia no verão gosto de tomar o primeiro banho de mar e o último banho de mar com muito cuidado e atenção. Amanhã, se não chover, e também se chover, vamos todos à praia, e então vou me aproximar da beira e entrar devagarinho. Sei que o frio da água vai doer, mas não importa. Adoro entrar na água do mar pela primeira vez depois de muito tempo. Faz um ano desde a outra vez, e daquela vez fazia um ano desde a vez anterior. Entro na água e caminho como se não estivesse pisando fundo. Às vezes vejo os dedos dos meus pés, mas isso não acontece sempre. Avanço na água e a pele dos meus braços fica arrepiada com o frio. Depois só preciso dar impulso e mergulhar com tudo, soltar bolhas pelo nariz e abrir os olhos debaixo d’água, olhando para o céu. Olho para o céu por debaixo d’água e então fico curada de tudo. É o máximo da saúde olhar para cima debaixo d’água.

Trecho do lindinho Um, Dois e Já, sobre uma família em viagem de carro, da uruguaia Inés Bortagaray. Recomendo demais a leitura.

Tags deste post: , , ,

[Entre livros] filme the dead zone – o futuro é mutável, but should we?

Publicado por em 18/01/2017 | Deixe um comentário

The Dead Zone - Cartaz do filme (1983)

The Dead Zone – Cartaz do filme (1983)

 

Conheça a mais nova seção do Menos1naestante: a Entre Livros é sobre coisas interessantes entre uma leitura e outra. Podem ser impressões minhas ou de um colaborador, como é o caso dessa estreia bem original [contém spoilers].

por mateus mendes

acostumado com, talvez, a preponderancia de filmes simplistas nos dias de hoje, baseando-me nas dicas iniciais do filme em referencias a the raven the legend of sleepy hollow, achei que poderia ser apenas sobre a relaçao deste homem com suas mulheres.

e seu principal antagonista seria o serial killer que estuprou e matou varias mulheres em castle rock, cuja relação com mulheres é distinta e adequadamente oposta a relação do protagonista. acaba que este não foi o unico antagonista, mas um dos degraus no desenvolvimento de john no entendimento de sua situaçao e aceitaçao do seu novo poder.

o mais importante sobre essa questão é que este nao é um filme sobre um inimigo, hoje os filmes parecem ser sobre inimigos (perdao por generalizar os filmes de hoje). este é um filme sobre uma situação, e nesse quesito, apesar de nao ter lido ainda, posso supor que faz parte do estilo de stephen king.

talvez uma brasa que esteja mais acesa na literatura, menos, no cinema, a historia é sobre uma situaçao, majoritariamente na vida dessa pessoa, john, o protagonista, mas podendo escapar do mesmo, ou do que o mesmo vivencia.

posso dizer que é assim tambem em 11.22.63 e em under the dome. sao historias que abordam um se, um what if. ate a extinçao, ou soluçao das perguntas e curiosidades sobre a questao, ate a satisfaçao do escritor e do leitor.

sequencia de abertura

é de wayne fitzgerald, as imagens nao parecem remeter a itens diretamente relacionados ao filme, mas é misteriosa e da espaço pra a musica de michael kamen crescer, enquanto o titulo do filme vai sendo revelado.

então, the dead zone é sobre um professor de inglês, john, que se encontra acordando de um coma de 5 anos apos um acidente de carro. ele logo descobre que adquiriu um poder, second sight, ve o passado, o presente ou o futuro de quem ele toca, ganha uma oportunidade de agir com esse conhecimento, que vai alem do que pode ser visto normalmente.

a origem do poder nao é importante. o personagem começa a entender o que pode fazer com esse poder depois de superar as perdas causadas pelo acidente e consequente coma.

The Dead Zone - Cena do filme (1983)

o filme começa com john recitando o final de the raven e recomenda que seus alunos leiam the legend of sleepy hollow que ele resume ser sobre um professor de inglês que é perseguido por um demônio sem cabeça. se os alunos entendem the raven de edgar allan poe de primeira eu nao sei, mas a cena prenuncia seu destino e coloca ambas obras como referencias que alguns temas giram em torno. em parte pode se ver uma relaçao tambem entre ichabod john.

dor de cabeça

john tem dores de cabeça durante sua jornada, e parecem estar relacionadas ao seu poder, porem ele teve uma dor de cabeça semelhante antes de se acidentar, na montanha russa, essa passa batida no momento, ele e sarah, sua noiva, não se importam muito com isso. 

Leia mais

Tags deste post: , , , , ,

Como foi 2016 e o que esperar de 2017?

Publicado por em 12/01/2017 | 6 comentários

Retrospectiva 2016 e Expectativa 2017: garota lendo no campo

Façamos uma retrospectiva 2016 e listemos as expectativa 2017

Se você ainda não se fez essas perguntas, eu digo que vale a pena. Mesmo que seja de uma forma bem despretensiosa, olhar para trás e desejar o futuro é um exercício legal porque você acaba descobrindo alguma coisa útil.

Pra mim, por exemplo 2016 tinha sido o mais horrendo dos anos, mas quando eu botei no papel não é que teve umas coisas boas? Então abaixo eu enumero alguns tópicos interessantes, sem muito compromisso com ordem de importância e maiores detalhes. E acrescentando algumas coisas que penso pra 2017.

1. Queda abissal de amores pela trilogia Millenium

Fazia tempo que eu não lia tantas páginas em tão pouco tempo, nem ficava tão fissurada num livro, esquecendo até de dormir. Aguarde resenha bombástica na sequência. E brigada, Ritinha, por me convencer a começar.

2. Li o meu primeiro Saramago: O Conto da Ilha Desconhecida

Por culpa de Anne Durey, que também me deu o segundo para ler em breve: O Homem Duplicado. :)

3. O maior troca-troca em linha reta: com a ONG Visão Mundial

No Parque Dona Lindu, na Zona Sul do Recife, foi um acontecimento. <3 E também teve a 2ª edição do Eça é a Nossa Praça.

Este slideshow necessita de JavaScript.

4. Casal que mais shippei na vida: Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist

Da trilogia Millenium, lógico. <3

5. Comecei a série mais fofa e livreira da vida: Gilmore Girls

Não resisti à pressão social dizendo que eu devia ver, e não me arrependo. É muito fofa, e livros são citados em 80% dos episódios. Só fico meio tensa porque ainda tô no 40º episódio de uns 150 de 40 minutos, hahaha. Pra você ter ideia, tem esse guia pra ler como Rory.

Leia mais

Tags deste post: , ,

Ganhe novas leituras para 2017: sorteio de livros

Publicado por em 13/12/2016 | 3 comentários

Sorteio de Livros 2017

Participe do Sorteio de Livros Menos1naestante 2017 no Instagram

Vamos ser sinceros. O negócio é que a gente ama ler, mas ama do mesmo jeito ter novos livros para ficar mais em dúvida ainda sobre qual vai ser a próxima leitura. E aumentar aquela angústia de nunca vou conseguir ler tudo, mas se é assim porque não comprar mais um naquela promoção na internet?

Só que 2016 oficialmente não foi um ano fácil, e para facilitar a chegada de novas aquisições na sua estante eu tive essa ideia:


 

SORTEIO DE LIVROS #menos1naestante2017

Ganhe 6 livros usados para ler mais no ano novo

As participações são aqui pelo Instagram, naquele formato bem simples. Siga o passo a passo:

  1. Curta a foto oficial.
  2. Siga @menos1naestante
  3. Marque 2 amigos nos comentários dessa foto (pode comentar quantas vezes quiser marcando amigos diferentes),
  4. Pronto, você tá participando. O sorteio será realizado dia 27/12/2016.
  5. O prêmio vai pelos Correios, e será postado até a primeira semana de Janeiro.

Leia mais

Tags deste post:

Que rufem os tambores: sábado é dia de Troca-Troca Menos1naestante

Publicado por em 22/11/2016 | Um comentário

Sim, o ano está acabando, mas ainda tem mais uma coisa super ultra importante e legal pra você fazer antes disso. Que rufem os tambores, que badalem os sinos, pois vai ter TROCA-TROCA MENOS1NAESTANTE no próximo sábado!

Será dentro da segunda edição do Eça é a Nossa Praça, ali no pedaço mais arborizado do bairro da Madalena, no Recife/PE. No ano passado, a pracinha ganhou um clima muito agradável de famílias reunidas curtindo uma grande tarde. E tenho certeza que vai ser igual.

>> Então, vamos? Confirme presença no evento no Facebook.
Respira fundo, vai na estante e desapega! <3

Respira fundo, vai na estante e desapega! <3

Sobre o Troca-Troca Menos1naestante, funciona de forma bem simples:

  • Leitores apegados: Simmmm, pode ficar com seu livro na mão e negociar diretamente leitor a leitor para fazer a troca. Muita gente pergunta isso. Ou só trocar se achar algo que valha, não tem problema, a gente respeita.
  • Leitores desapegados – Vai ter uma mesa lá. Basta chegar e deixar seus livros, e na sequência pegar os outros. Não tem muita regra, a gente conta com o bom senso de todos. :)
  • Leve um livro bom para trocar – A ideia é que todos saiam de lá com mais vontade de ler, então bora desapegar e levar leituras boas pra compartilhar e vermos mais gente adotando esse hábito incrível.
  • Livros infantis são muito bem-vindos, é só trazer. Ano passado, rolou demais. Tinham muitas crianças e eles amam ficar vendo os livros e escolhendo. É lindo, não deixe de trazer seu filho.
  • Não traga livros jurídicos, revistas, enciclopédias, livros didáticos e demais calhamaços que não dão leitura.

Leia mais

Tags deste post: , ,
Página 1 de 7212345...Última »