Posts com a tag "lygia fagundes telles"

[Resenha] Antes do Baile Verde, a melhor coletânea brasileira de contos

Publicado por em 25/07/2016 | 5 comentários

Livro Antes do Baile Verde

por Wagner Bezerra Pontes

Ela foi indicada este ano para o prêmio Nobel aos 92 anos, e caso ganhe (nenhum escritor brasileiro teve a honra) entrará para história da literatura brasileira feminina, seu nome é Lygia Fagundes Telles (minha escritora preferida!).

Isto seria motivo para falar do melhor romance dela: As Meninas, ganhadora do prêmio Jabuti em 1973. No entanto, lhes apresento a melhor coletânea de contos que já li para que você adentre nas pequenas narrativas e no estilo dela com paixão e inquietude.

O título do livro é uma das melhores e mais profundas histórias Antes do Baile Verde, de Lygia Fagundes Telles. Já indiquei à Márcia Lira num post para o dia das mães, e estava na hora de ser resenhado.

Leia mais

Tags deste post: , , ,

Você conhece o movimento #leiamulheres?

Publicado por em 2/09/2015 | Deixe um comentário

Lygia Fagundes Telles, 92 anos

Lygia Fagundes Telles, 92 anos

Sabe essas gratas surpresas que você descobre em cliques aleatórios pela internet? Foi assim que me deparei com o projeto Leia Mulheres, criado pela escritora Joanna Walsh.

O #readwomen2014 é um movimento que grita como o mercado editorial ainda é restrito para as mulheres, e estimula que as pessoas façam essa coisa simples que é prestar mais atenção em autores do sexo feminino.

Acabei me dando conta de uma coisa que eu nunca tinha pensado antes: eu realmente costumo ler pouco mulheres.

E você? Já pensou nisso?

É uma coisa estranha, que a gente faz sem se dar conta. Porque no fluxo natural das coisas, os escritores homens se destacam mais. E não, não é para deixar de ler seus autores preferidos para ler mulheres e blá blá blá. Sem radicalizar.

Só que é importante pensar na questão, já que vivemos em um mundo tão machista em pleno ano de 2015 – quando deveríamos estar andando em pequenas naves pelas ruas, segundo filmes de ficção científica de décadas passadas.

Leia mais

Tags deste post: ,

Dia das Mães: 9 livros para fazer sua mãe voltar a ler

Publicado por em 8/05/2015 | 2 comentários

Dia das Mães #menos1naestante

As chances de você, lendo este post, ainda não ter escolhido um presente para a sua mãe são enormes, de acordo com todas as pesquisas sobre os hábitos de última hora dos brasileiros. Ainda nem sabe que objeto vai complementar o combo abraço forte  + “eu te amo, mãe” que ela merecia todos os dias. Talvez você seja completamente contra a data comercial, e vou entender suas razões. Mas sou dessas que adora ganhar e dar presentes, e pra mim Dia das Mães é só aquela desculpa bem registrada no calendário. Ainda mais se há uma missão especial: fazer sua mãe voltar a ler.

Pensando nisso, convoquei a comunidade #meno1naestante no Facebook e Instagram para criarmos essa lista de 9 livros AMADOS por mães de leitores Brasil afora (obrigada, seus lindos!). Alguns já vêm com selo de eficiência testado em reavivar o hábito de leitura nessas mulheres-maravilha que fazem milagres diários para cuidar de tudo e de todos. <3

Então, topa dar uma história incrível pra a sua mãe?

Continue lendo as dicas

Tags deste post: , , , , , , , , , ,

Leituras para se despedir do Carnaval

Publicado por em 6/03/2014 | 2 comentários

Carnaval

O fim do Carnaval sempre é meio chocante, até pra quem não gosta de brincar. Imagina para o folião que se joga e se esquece de tudo de ruim, e do cansaço, e a maior regra se torna a diversão? De repente, na quarta-feira de cinzas, chega o “pesadelo da realidade” e pronto.

Pra minimizar um pouco esse trauma do fim da folia, vão aqui algumas leituras pra ir se despedindo do Carnaval 2014, e esperar o do ano que vem. Os dois primeiros eu conheço e recomendo fortemente, os outros foram boas dicas dos leitores na página do blog no Facebook.

  • O bebê de tarlatana rosa, João do Rio
    É definitivamente um dos meus contos preferidos, e foi publicado pela primeira vez em 1951. Fiquei impressionada na primeira vez que li, naquela coletânea Os 100 melhores contos do século, mas você pode ler aqui. Ou pode ouvir Abujamra contando a história no vídeo abaixo. O bebê do título se refere à fantasia de uma mulher, que encanta o narrador disposto a se “acanalhar” entre confetes e serpentinas. Só que ela não era uma mulher comum. Ah, há um filme baseado no conto.
  • Antes do baile verde, Lygia Fagundes Telles
    O conto é o que dá nome à coletânea da escritora paulista, publicada em 1970 pela primeira vez. Aqui tem o conto na íntegra, mas vale muito a pena ler a seleção inteira. O texto é quase todo um diálogo entre uma adolescente e uma empregada da casa, enquanto ela se enfeita para o “baile verde” ao som do Carnaval, que acontece lá fora, e do pai doente no quarto ao lado.

  • Restos de Carnaval, Clarice Lispector
    A história faz parte do livro de contos Felicidade Clandestina. Lembrou pra mim um pouco o conto de Lygia, pois aborda o pesar do Carnaval quando alguém querido não está bem. Nesse caso, do ponto de vista de uma menina de 8 anos, na folia do Recife. É escrito em primeira pessoa, e há sérias cogitações de que seja autobiográfico. Você consegue ler aqui.

    Carnaval do Recife | Divulgação Wagner Ramos/PCR

  • Concerto Barroco, Alejo Carpentier
    É o único da lista que é um romance, e não apenas um conto. O escritor cubano narra a ida de um milionário da prata mexicana a Veneza, em pleno Carnaval. O livro foi publicado pela primeira vez em 1974. Alguém aí leu? Dá pra saber mais no site da Companhia das Letras.

    Você conhece mais algum conto ou livro legal de Carnaval? Conta nos comentários.

    Agradeço a colaboração de Francisco Mariani, via Facebook.

    Tags deste post: , , , , , ,

Antes do baile

Publicado por em 7/03/2011 | Deixe um comentário

“- Você já se enganou uma vez – atalhou a jovem. – Ele não pode estar morrendo, não pode. Também estive lá antes de você, ele estava dormindo tão  sossegado. E hoje cedo até me reconheceu, ficou me olhando, me olhando e depois sorriu. Você está bem, papai?, perguntei e ele não respondeu, mas vi que entendeu perfeitamente o que eu disse.
– Ele se fez de forte, coitado.
– De forte, como?
– Sabe que você tem o seu baile, não quer atrapalhar.”

Máscara do carnaval de Veneza - Foto de Nwardez

Trecho do conto de Lygia Fagundes Telles, Antes do Baile Verde, integrante de uma coletânea de mesmo nome. Pensei em Carnaval na literatura e lembrei dele, que tem direito a saiotes, marchinhas, palhaços e lantejoulas. É tão colorido e tão triste, tão intenso como podem ser esses quatro dias de festa. E posto ele aqui a alguns instantes de me arrumar pra o desfile do Amantes de Glória, no Bairro do Recife, um bloco cuja cor principal também é verde.

Foto de NWardez

Tags deste post: , , , ,