Posts com a tag "livros digitais"

Mais 3 milhões nas prateleiras do Google

Publicado por em 28/12/2010 | Deixe um comentário

Se o Google diz que criou o que será a maior biblioteca de livros eletrônicos do mundo, quem duvida? Eu mesma não. Afinal, a recém-lançada livraria digital já começa com um catálogo de 3 milhões de obras. O legal é que uma boa quantidade é gratuita, e pode ser pesquisada no mesmo lugar.

Com a intenção de dominar o mundo disputar o mercado com a atualmente maior Amazon, a Google Editions propõe a integração das plataformas: você começa a ler no computador e termina no smartphone, a caminho do trabalho. Se for para que todos leiamos mais, espero que vire moda.

Tags deste post: , , , , ,

Um tempo para a leitura

Publicado por em 19/11/2010 | Deixe um comentário

Duas confissões: eu não conhecia o caderno do Estadão chamado Sabático. Nem sabia o que era sabático. Para quem também desconhece o termo: é um período de pausa nas atividades regulares para se dedicar a um projeto pessoal, bem explicado nesta matéria. Então eu me deparei com esse caderno cultural cujo slogan é: Um tempo para a leitura. E essa frase me chamou a atenção mais do que a publicação em si.

"Chi ha tempo non aspetti tempo". Foto: Chiara Vitellozzi | NuageDeNuit

Eu tenho uma relação louca com o tempo. Eu me atraso; eu quero fazer mais do que os 60 minutos deixam; eu ainda me frustro constantemente por causa disso. Mas ele continua a passar, e a gente que cuide de fazer boas escolhas e a conviver com elas dentro dos limites dele. Para um jornalista, leia-se profissional-que-deve-saber-de-tudo (um tudo sem limites, já que eles foram quebrados pela internet), essas decisões são ainda mais angustiantes. Quando a gente coloca leitura no meio, então…

Ler realmente pede uma pausa. Lembro de um professor frisar aquele exato momento em que você está lendo um livro e algo nele lhe faz levantar a cabeça. Tem que ter tempo para refletir. Não é como clicar, curtir, retwittar. E esquecer depois.

Leia mais

Tags deste post: , , ,

Ler em papel ou ler no e-reader? Eis a questão

Publicado por em 25/07/2010 | Deixe um comentário

Capa da Revista Continente Nº 115 - Julho 2010

Quando eu pego qualquer livro, principalmente novo, a primeira coisa que eu faço é sentir o cheiro dele. Tenho toda essa coisa do fetiche com o papel. Então, mesmo muito entusiasta de tecnologia, eu tremia nas bases com essa possibilidade sempre discutida do livro impresso ter fim.

É por isso que a reportagem que fiz para a revista Continente tratou-se também de uma investigação pessoal, eu queria saber como o mercado todo ia ficar com esse boom de leitores eletrônicos e livros digitais. E ao falar com editores e escritores, eu constatei muitas coisas.

Entendi que todos estão acompanhando as mudanças, porque a sabem inevitável, mas cientes de que é o comecinho do processo. Poucos editores conseguem fazer um planejamento de como o mercado de livros vai estar a médio prazo. E, ainda assim, talvez estejam errados. Diferente do que eu imaginava, os escritores parececem muito tranquilos em relação a vender obras digitalmente.

Tive a oportunidade de bater papo como muita gente boa. Eu ri tanto na entrevista com Marcelino Freire, e desenvolvi toda uma admiração ao conversar com Heloísa Buarque de Hollanda, editora da Aeroplano e professora da UFRJ. No final das contas, fiquei entusiasmada para ter um e-reader. Bom, o resto, só lendo a matéria. E depois me digam o que acharam.

A edição de julho tem outras coisas bem interessantes, como um especial sobre “As doenças e a morte na arte” e o artigo “O crowdfounding e a cultura de colaboração”, sobre essa história de artistas que arrecadam dinheiro com os fãs para lançar discos.

Tags deste post: , , , , , ,
Página 2 de 212