Posts com a tag "kafka"

Escritores famosos e suas estátuas pelo mundo

Publicado por em 15/10/2011 | 2 comentários

Cada lugar com sua homenagem especial a um escritor. Na sequência, seis estátuas de escritores famosos espalhadas pelo mundo. Mas de onde vieram essas, tem muito mais. O Flavorwire fez uma super seleção de 20 delas.

Para colocar um toque brasileiro, fui procurar foto da estátua de Machado de Assis, o nosso escritor mais famoso depois de Paulo Coelho, mas não achei nenhuma boa e liberada. Ela é imponente, e fica no pátio da Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro. Fiquem com o link.

Oscar Wilde

Para mim, essa de Oscar Wilde é a mais divertida. Colorida assim, é quase um anão de jardim. A escultura é de Danny Osborne, 1997, e fica em Dublin, na Irlanda.

Franz Kafka

E essa a mais interessante, pois a obra também foi abordada na escultura do tcheco Jaroslav Róna, de 2004. É simplesmente Kafka, montado em um homem sem cabeça. Para completar, fica em Praga, na República Tcheca, que eu morro de vontade de conhecer.

Sir Arthur Conan Doyle

Elegante, Sir Arthur Conan Doyle aprecia a vista de Crowborough, East Sussex, Inglaterra. Escultura de David Cornell, 2001.

Ernest Hemingway

Num bar de El Floridita, Havana, Cuba, Hemingway mantém esse semblante de "aham, senta lá, cláudia". Arte do artista cubano José Villa Soberón, 2003.

Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe, bem intrigado, como as obras dele, sentado em alguma praça de Baltimore, EUA. Moses Ezekiel esculpiu em 1916, mas a estátua foi colocada no lugar em 1921.

William Shakespeare

Giovanni Fontana, em 1874, imortalizou William Shakespeare, casual, no centro de Londres, Inglaterra.

Dica de Dulce.

Tags deste post: , , , , , , , , ,

Escritores também rabiscam leseiras

Publicado por em 3/02/2011 | Deixe um comentário

Se você curte rabiscar um monte de besteiras enquanto pensa ou assiste aula ou participa de reuniões, saiba que está acompanhando de alguns dos mais famosos escritores. Coloquei leseiras no título substituindo doodles, a expressão original em inglês, que não tem tradução ideal, mas fica perto de pateta, idiota. Então, no site que achei por conta da Revista Bula, há várias imagens de doodlesengraçados de pessoas do naipe de Sylvia Plath (foto 1), Kafka (2), Samuel Beckett (3), Henry Miller (4), Bukowski (5) (com uma garrafa de bebida, claro), Jorge Luis Borges.

Sobre os rabiscos, o texto diz (em tradução livre): “Como os sonhos, eles são abatidos diretamente dos bits soltos flutuando pelo nosso cérebro, e sua expressão é realmente apenas inibida pela capacidade física do ‘doodler’ e/ou coordenação olho-mão”.

Eu não resisti, e coloquei fotos de muitos, mas na Flavorwire tem mais. Confesso que viajo, pensando se na época em que eles rabiscaram isso eles eram gente como a gente – se é que isso algum dia aconteceu -, e nem imaginavam que os rascunhos se tornariam públicos. Talvez tivessem caprichados mais no traço? Ou talvez alguns tenham feito isso naquele papel de borrão que iria direto para o lixo, mas que teve seu destino alterado, para nossa diversão.

Você arriscaria interpretar algum?

Tags deste post: , , , , , , , ,