Posts com a tag "george orwell"

Não é fácil pra ninguém: 7 obras clássicas que foram rejeitadas antes da publicação

Publicado por em 23/11/2017 | Um comentário

livros na estante

Até os clássicos foram rejeitados

Esse é um post pra você guardar aí nos seus favoritos e voltar a ele sempre que bater uma bad ao ouvir algo desagradável sobre um trabalho, um projeto, uma ideia.

Quando alguém fizer uma crítica, rejeitar algo que você pensou e botou toda a energia, é só você lembrar que verdadeiros gênios da literatura escutaram coisas inacreditáveis dos primeiros editores que leram suas obras.

Imagina saber que autores de clássicos como Flaubert, Emily Dickinson, Marcel Proust, Colette de início tiveram seus primeiros livros rejeitados – e muitas vezes ironizados – por editores da época.

São sete frases retiradas do livro Não contem com o fim do livro, que é fruto de um diálogo entre Umberto Eco e o cineasta francês Jean-Claude Carriére sobre os mais diversos assuntos do mundo literário e cultural como um todo.

Na página 165 (edição da Record), o escritor italiano enfileira estas frases. No livro, não explica como ele soube dessas pérolas mas a gente confia baseado no alto nível de bibliofilia do Umberto Eco, que é colecionador obras raríssimas e antigas.

 

1. O primeiro relatório de leitura sobre Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust

Marcel Proust (1871-1922)

Talvez eu seja um pouco limitado, mas não posso entender porque dedicar trinta páginas a contar como alguém se vira e revira na cama sem conseguir pregar o olho.”

Em busca do tempo perdido é uma obra em 7 volumes, uma verdadeira odisséia literária. O último volume chamado O tempo redescoberto só foi publicado cinco anos após a morte de Proust, em 1927, que teria falado para a governanta depois de terminar a obra que “já poderia morrer”, o que de fato aconteceu meses depois. Esse artigo da Época é bem interessante sobre o livro.

2. Sobre Moby Dick, de Herman Melville

Herman Melville (1819-1891)

Herman Melville (1819-1891)

Há poucas chances de um livro como esse interessar ao público jovem.”

Melville foi outro que morreu bem antes de ver o estrondoso sucesso da sua obra Moby Dick, no século 20. Na época do lançamento com o nome “A baleia”, a obra foi muito criticada e levou o autor a levar seus últimos dias quase esquecido. Que triste.

Leia mais

Tags deste post: , , , , ,

Resenha | 1984, por Júlia Cortizo

Publicado por em 1/07/2014 | 9 comentários

1984 - George Orwell

Não é todo dia que somos convidados a uma missão. Na verdade, depende. Se você trabalha com a Márcia, do Menos um na estante, você, certamente, terá uma nova missão todos os dias, mas o normal é que você não tenha (risos). No momento em que a Márcia me convidou para fazer um post sobre George Orwell e seu livro 1984, eu senti nos ombros uma responsabilidade sem igual. Falar sobre um livro lendário é no mínimo uma missão de grande risco, mas que eu resolvi enfrentar. Então, preparados para a missão? Vamos lá!

Orwell é nada mais nada menos do que ousado e corajoso, quebrou as barreiras de sua época, falou sobre assuntos indiscutíveis, criticou pessoas e momentos incriticáveis e por isso mesmo é um dos autores mais lembrados, apesar de tantos anos de sua morte. Na verdade, a sua ousadia começa pelo seu nome, para quem não sabe, George Orwell se chamava Eric Arthur Blair e utilizava um pseudônimo para escrever de maneira mais confortável e sem se comprometer tanto com seus questionamentos. A maioria de suas obras – já li duas – tratam os temas com um humor inteligente e costuma tocar em profundas feridas das injustiças sociais.

Leia mais

Tags deste post: , , , ,

Pra parecer mais inteligente?

Publicado por em 16/09/2013 | 6 comentários

Capas de 1984, George Orwell

Dizer que leu um livro bem conceituado só para parecer mais inteligente, você já viu alguém fazendo isso? Se não, provavelmente caiu numa mentira social. No Reino Unido, uma pesquisa comprovou que 60% das pessoas mentem sobre ter lido clássicos da literatura. Aqui no Brasil, duvido que fosse diferente.

Fiquei sabendo sobre a pesquisa no que considero o melhor programa do rádio brasileiro, o Hora do Expediente, com Dan Stulbach, Zé Godoy e Luiz Gustavo Medina. É divertido ver a galera comentando a pesquisa, tirando onda um com a cara do outro:

Mais capas de 1984, George Orwell

A curiosidade é que o livro mais citado entre essas pessoas é 1984, de George Orwell. Simplesmente 26% confessaram que já mentiram sobre leram esse livro. Também foram muito “mentidos” Guerra e paz, de Leon Tolstói (19%), Grandes esperanças, de Charles Dickens (18%) e O apanhador no campo de centeio, de JD Salinger (15%).

Outra coisa interessantíssima, até porque me inclui, é porque mais da metade disseram ter na estante livros que nunca leram (ainda, no meu caso). E 3% admitiram esconder capas de livros que consideram duvidosos, quando estão lendo em público.

Imagens de capas do Pinterest.

Tags deste post: , ,

Só pra descontrair

Publicado por em 27/03/2012 | 2 comentários

Vocês sabem que eu adoro gifs animados, né? Os de bom gosto, claro, que, ainda bem, hoje é mais fácil encontrar. Parece que a internet passou mesmo aquela má fase de quando eles eram ícones de sites. Esse aí eu achei no BookPorn. Só pra descontrair.

Fico sempre tentando descobrir todos os livros. Achei Nick Hornby, George Orwell, Harry Potter, vocês encontram mais?

Tags deste post: , , ,