Posts com a tag "evento"

Troca-Troca em homenagem a Eça de Queiroz

Publicado por em 25/11/2015 | 2 comentários

O bairro da Madalena, aqui no Recife, tem uma pracinha modesta e muito simpática. Bem arborizada, perto de onde morei boa parte da minha vida. Engraçado que só um dia desses fui saber que ela leva o nome do escritor português Eça de Queiroz. Não é que a pracinha vai ser a próxima parada do Troca-Troca Menos1naestante?

Eça é a Nossa Praça

O 4º #TROCAMENOS1NAESTANTE será parte do evento Eça é a Nossa Praça. Uma homenagem ao autor de Os Maias, O Primo Basílio e O Crime do Padre Amaro, entre outros. Neste 25 de novembro, ele completaria 170 anos.

Participe do evento no Facebook. Será neste sábado, 28 de novembro, a partir das 15h. E vai rolar mais uma série de atividades, fora o troca-troca:

– Lançamentos de livros com os escritores Wilson Freire, Miró, Cida Pedrosa, Pedro Izidio, Carlos Sierra e Marina Negromonte, que tem apenas 7 anos.

– Música com Sambê e Marina.

– Brincadeiras, dominó, contação de histórias com Uni Duni Tetê.

– Exposição fotográfica de João Castelo Branco.

– Foodtrucks Viva Churros, Docecleta e o Goodogz, além do São Braz Coffee Shop e restaurante Caneca Fina.

– Planttruck O meu Jardim, e o pessoal da Petit Pantim.

Estarei lá esperando vocês para mais uma leva de troca de livros e pra bater aquele papo entre leitores.

Será o último troca-troca do ano, vamos  garantir as leituras para 2016?

Sobre o #TROCAMENOS1NAESTANTE, o esquema é o mesmo: não vale calhamaço jurídico ou técnico, nem religioso ou didático. Tragam livros em bom estado, boas leituras que de tão legais não podem ficar paradas na estante, tem que dividir com alguém. Desapego é a palavra.

Espero fotos de vocês usando a hashtag <3

O evento é uma realização do Gabinete Português de Leitura com a Sociedade Eça de Queiroz.

Tags deste post: , ,

Recife: troca-troca de livros na Praça de Casa Forte

Publicado por em 22/04/2013 | Deixe um comentário

Dia Internacional do Livro

Tenho um convite especial pra quem mora no Recife: vamos trocar livros usados? Nesta terça-feira,23 de abril, é uma das datas mais lindas do mundo: Dia Internacional do Livro. Em homenagem e em comemoração, vai ter um super troca-troca aqui no Recife, na Praça de Casa Forte, um lugar bem bucólico na Zona Norte da cidade.

A ideia é fazer meio que uma confraternização do livro, happy hour, cervejinha ao ar livre, todo mundo trazendo bons títulos para ceder a leitura pra outra pessoa e ganhando novas possibilidades em troca. Eu vou estar por lá (a Aporte é a minha firma). Confirme presença aqui no evento do Facebook :)

E se você mora em outra cidade, junte os amigos e organize por aí o seu troca-troca (e depois manda foto ou posta no Instagram com hashtag #menos1naestante). o/

 

Tags deste post: , , , ,

A hora da gênia

Publicado por em 10/12/2012 | Deixe um comentário

Clarice Lispector

Quem dera ter vivido na época em que Clarice Lispector era viva, a gênia, a musa. Nessa segunda-feira, ela completaria 92 anos. Apesar da banalização dos seus escritos, a literatura de Clarice continua forte, criando contemporâneos laços com quem a lê. A data é chamada A Hora de Clarice, e contou com muitas comemorações por aí.

Uma das mais louváveis foi o lançamento de um site especial sobre a escritora e suas obras, pelo Instituto Moreira Sales. Ou seja, um espaço nessa web de meu deus cheio de conteúdo sobre a autora e com credibilidade. Inclusive lembrei de um trecho em que ela dá dicas sobre a leitura, no livro Só para mulheres.

A leitura instrui e educa, eleva os pensamentos e faz com que as pessoas se irmanem melhor, compreendendo que vivem em comunidade, e como representante de um grupo devem proceder. A ideia de que formam um grupo, com características distintas, seguindo tradições e enfeixando responsabilidades as mais sérias, faz com que o homem ou a mulher se inclinem para a benevolência em relação aos seus semelhantes.

Esse é um bom caminho para o início da confraternização universal, de uma maior compreensão entre os povos e, por conseguinte, a esperança de um mundo isento de guerras e conflagrações. Os livros verdadeiramente bons muito podem fazer pelos homens de nossos dias.”

Para quem mora no Recife, a Livraria Jaqueira realiza uma homenagem à escritora durante todo o próximo sábado (15/12), a partir das 9h. Será palestra da escritora Fátima Quintas, atual presidente da Academia Pernambucana de Letras, mesa redonda, debates, leitura de crônicas e contos da autora homenageada. É aberto ao público.

Tags deste post: , , , , , ,

Bons papos em torno da literatura contemporânea

Publicado por em 12/06/2012 | Deixe um comentário

Marcelo Rubens Paiva, José Castello e Ignácio de Loyola Brandão.

Logo depois da comoção do Dia dos Namorados, debates literários fervorosos prometem tomar o Recife, desta quarta-feira (13/06) a domingo (17/06). Quando escritores renomados e queridos estarão na cidade para participar da III Mostra Sesc de Literatura Contemporânea, simplesmente nomes como José Castello, Marcelo Rubens Paiva, Adriana Falcão, Viviane Mosé e Ignácio de Loyola Brandão.

O tema é daqueles que abraça qualquer tema, como deve ser: Literatura: Territórios/ Interfaces/ Conexões / Diálogos possíveis. A dica é participar da oficina de roteiro para cinema, de Alice Gouveia, ou da desconstrução do processo de criação, encabeçada por José Castello.

Para quem trabalha oito horas, como eu o/, a festa começa na quinta-feira (14/06), às 20h10, numa conversa com Ignácio de Loyola Brandão, mediada por Homero Fonseca, no Salão de eventos do SESC Santa Rita. E segue adiante: Adriana Falcão na sexta-feira, Francisco Alvim no sábado, Marcelino Freire e Marcelo Rubens Paiva no domingo. Tudo acontece ora no Sesc Santa Rita, ora na Livraria Cultura.

 

A PROGRAMAÇÃO

Leia mais

Tags deste post: , , , , , , , , , , ,

Pela crítica literária, arquibancadas cheias

Publicado por em 15/04/2010 | Deixe um comentário

São pouquíssimas as oportunidades que surgem no Recife para discutir literatura, por isso achei o projeto O Laboratório (que tem perfil no Twitter) uma iniciativa louvável. Ontem, rolou o primeiro de vários encontros que vão ocorrer toda segunda terça-feira de cada mês, com foco na atividade da crítica.O melhor é que o Teatro Apolo Hermilo, no Bairro do Recife, ficou cheio – faltou lugar nas arquibancadas – e o clima intimista do espaço favoreceu a troca de ideias. Para quem não foi, conto um pouco.

Crítica para quê? Era a pergunta-proposta do encontro. “O crítico é alguém que leva a pensar, a refletir, a criar gostos. O crítico é alguém que cria gostos”, disparou o professor de Literatura da UFPE, Anco Márcio Tenório, convidado junto com Schneider Carpeggiani, repórter de cultura do Jornal do Commercio e editor do suplemento Pernambuco.

Foto de Aleksandr Slyadnev

Mais do que a pergunta proposta, o assunto recorrente foi a falta de espaço para a crítica literária na imprensa – fato. Alguém da plateia citou os textos longos da época em que o poeta Alberto da Cunha Melo era editor do Jornal do Commercio. Mas eu lembro bem num passado mais recente das páginas inteiras que o Diario de Pernambuco dedicava ao assunto, com matérias de Mário Hélio que eu adorava ler.

Essa história sempre entra naquela discussão do “ovo e da galinha”: é o leitor que não se interessa ou o jornal que não dedica espaço? Representante da mídia ali, Schneider apontou como agravantes o pouco interesse dos próprios jornalistas em literatura e as escolhas editoriais que naturalmente priorizam cinema e música.

Leia mais

Tags deste post: , , ,