Posts com a tag "animação"

Livros para salvar os nossos cérebros

Publicado por em 23/05/2013 | 2 comentários

Será que a internet está fazendo a gente pensar menos? Às vezes me pego com essa ideia, quando comparo os meus hábitos de consumo de informação atuais com o que acontecia há dez anos. Antes, eu não apenas lia muito mais livros, como dedicava mais tempo a cada ação que envolvesse absorver conteúdo. Era mais fácil mastigar tudo, ser crítico, digerir e a partir daí pensar outras coisas. É fato que isso acontece com bem menos frequência, e num processo super fragmentado.

Então vem o americano Nicholas Carr e escreve um livro chamado: The Shallows: What the Internet is Doing to Our Brains, onde chama atenção para os perigos da forma como consumimos informação hoje. Com todas as distrações e interrupções que temos ao longo de uma tarefa – notificações no computador e no smartphone -, a gente dá menos estímulos para a memória. E a memória é uma parte crucial no aprendizado. O vídeo acima é uma produção do Epipheo Studios, baseada no livro do Carr.

what the internet is doing?

Isso me preocupa, inclusive por sentir na prática. Pra mim, acaba sendo mais um motivador da leitura. Ler é um ato que exige uma pausa, é preciso respirar e concentrar, estimula a concatenação de ideias, a imaginação e o pensamento crítico. Recomendo muito esse artigo no Brainstorm.

O que você acha?

Tags deste post: , , , ,

A saga de um Penguin

Publicado por em 3/05/2012 | Deixe um comentário

Penguin

A editora Penguin Books, que comprou 45%, quase a metade, da Companhia das Letras no final do ano passado, lançou uma animação fofa para marcar a abertura da Penguin English Library. Não uma animação qualquer, uma curta, psicodélica e colorida criada pelo premiado diretor Woof Wan-Bau. Se você acompanha o imperdível Trabalho Sujo, já deve ter visto, mas se não, não perca a saga do pinguim leitor.

Tags deste post: , , , , ,

Capas de livros como e-books merecem

Publicado por em 15/02/2012 | Deixe um comentário

O mais legal do negócio dos e-books é ir descobrindo as possibilidades, que não são poucas. O livro digital é muito mais do que juntar 50 mil livros num único dispositivo, é outra mídia abrindo um caminho totalmente novo e inexplorado. Um e-book com a capa animada, por exemplo.

Foi o que pensou Charlie Orr, que já tinha inventado um blog de capas imaginárias de livros, ao criar três animações se baseando em edições que existem. Aí em cima, mostro as duas que mais gostei: Tintin and the secret of literature, de Tom McCarthy, e Wake Up, Sir!, de Jonathan Ames.  A terceira pode ser vista no Não me culpem pelo aspecto sinistro, blog ótimo do Almir de Freitas, onde vi isso.

Tags deste post: , , , , ,

Spike Jonze e uma saga de beira de estante

Publicado por em 9/11/2011 | Um comentário

Spike Jonze: Mourir Auprès de Toi on Nowness.com.

Quando se apagam as luzes da famosa livraria parisiense Shakeaspeare and Company, os livros começam a se amar. É quando o esqueleto da capa original de Macbeth, de Shakespeare, desperta uma atração pela mocinha Mina Harker, do Drácula, de Bram Stoker. Para encontrar a amada, ele enfrenta os mais perigosos desafios ao longo da estante da livraria.

Quer mais lindo? Só assistindo.

É a sinopse de Morrer ao Seu Lado (Mourir Auprès De Toi), o novo curta-metragem de Spike Jonze (I’m Here, Onde Vivem os Monstros), criado junto com o cineasta Simon Cahn e com a designer Olympia Le-Tan. Tão lúdico, vale a pena os minutinhos. Outra coisa legal é passar no Vimeo, e assistir o vídeo de bastidores e ver como a galera se divertiu fazendo o filme.

A dica cheia de afeto foi de Samara, que viu aqui. E ainda me rendeu uma ótima anotação para a viagem dos sonhos dos próximos dias: conhecer a tal livraria Shakespeare and Company, um pequeno paraíso dos livros em Paris, desde 1951.

Tags deste post: , , , ,

E se o cérebro fosse uma livraria?

Publicado por em 26/04/2011 | 2 comentários

Para começar a semana em grande estilo, o curta de animação que vi no Twitter da Revista Bula. Eu não sei o que mais hipnotiza: se é o colorido rústico ou a áurea gótica (lembrando Tim Burton, como dizem nos comentários). Talvez seja mesmo a temática, essa sempre sedutora possibilidade de viajar na cabeça, sem sair do lugar.

Tags deste post: , ,