Ok, nem sempre livros são para ler

Publicado por em 8/06/2010 | Deixe um comentário

Mike Stilkey
via ebooksgratis.com.br

Em geral, eu não curto essas finalidades estranhas que alguns arranjam para os livros. Livro é para ler. Cortar, rasgar, picotar: não! Mas à arte com livros de Mike Stilkey não dá, não dá mesmo, para resistir. No próprio ebooksgratis tem mais algumas imagens para quem babou também.

Ah, Dulche que me mandou.

Tags deste post: , , , ,

Um pouco de Kundera (ou Pensar cansa!)

Publicado por em 2/06/2010 | Deixe um comentário

Tem horas em que a gente se compromete tanto com um projeto, um trabalho, que em algum momento aquilo suspende todo o resto da sua vida. É um desgaste, que acaba valendo a pena (ou deveria valer). E como deixa a cabeça desorientada!  Acabei de sair de uma fase assim – como podem notar pela data da última postagem -, e quando estava nela lembrei muito de um personagem de A Insustentável Leveza do Ser, de Milan Kundera.

É o renomado médico Tomas, um dos principais na história que acontece em Praga, cirurgião conceituado entre os “homens de ciência”. Em um determinado momento, ele abandona a profissão por causa de uma perseguição política e se torna um lavador de janelas. Apesar da perda forçada de prestígio, ele se deixa fascinar pelo conforto que é trabalhar sem ter que se conectar profundamente ao serviço:

Window washer - David Wise

“Mas uma vez habituado (o que demorou mais ou menos uma semana) à espantosa estranheza da sua nova vida, percebeu de repente que estava a começar umas longas férias.

Fazia coisas a que não ligava importância nenhuma, e isso era bom. Compreendia finalmente a felicidade daqueles (que, até agora, nunca lhe tinham inspirado senão piedade) que exercem uma profissão que não escolheram auxiliados por um es muss sein! interior e da qual se esquecem mal largam o local de trabalho. Nunca sentira essa bem-aventurada indiferença. Dantes, quando uma operação não tinha corrido bem, tinha uma crise de desespero e não conseguia dormir. Chegava mesmo a perder o gosto pelas mulheres. O es muss sein! da sua profissão era como um vampiro que lhe sugava o sangue.

Agora, percorria as ruas de Praga com a sua grande vara de lavar montras e constatava com surpresa que se sentia dez anos mais novo.”

Clique de David Wise

Tags deste post: , , ,

O que pode ser melhor do que me aconchegar aqui com você?

Publicado por em 17/05/2010 | Deixe um comentário

Ah, finalmente consegui recortar esse trecho de Direito de Amar(A Single Man, 2009) para colocar aqui. Primeiro que é uma cena linda do filme, tão sensível, requintado, fato para o qual pesa a mão do diretor estilista Tom Ford. Segundo que quebra de forma delicada aquela imagem de que a leitura é um ato solitário.

Não parece uma ideia tentadora ler de pernas entrelaçadas no sofá, trocando divagações? Ele lê A Metamorfose, de Kafka, e ele lê Bonequinha de Luxo, de Capote.

Tags deste post: , , , , , ,

Volte para o seu livro

Publicado por em 17/05/2010 | Deixe um comentário

Lissy Laricchia - Get Back In Your Book

via likecool.com

Imagens lúdicas para um domingo à noite. A fotógrafa Lissy Laricchia criou a série Get Back In Your Book, com representações de personagens de contos de fadas sendo sugados de volta para os livros. Inspirador, não? Essa de cima é de A Bela e a Fera. Vale a pena demais conferir tudo no Flickr.

Tags deste post: , , , ,

Agora eu vou de Nelson Rodrigues

Publicado por em 13/05/2010 | 3 comentários

Que livro ler agora? Indecisa por natureza, confesso que passei alguns dias inertes na dúvida – e naturalmente o blog para de fluir. Aproveitei para diminuir a falta com algumas revistas que também se acumulam na estante. Mas quando você tem muitas opções, o que faz você começar a ler uma obra? Indicação de amigo, crítica, resenha?

Recentemente, tive aula de crítica teatral com um professor absurdo, que é Luís Reis, e percebi a minha falta grave jornalística-literária-dramatúrgica: nunca li nada de Nelson Rodrigues (1912-1980). Então O Casamento, desse grande escritor que explorou a natureza humana de forma única, foi o meu escolhido.

Nelson Rodrigues - O casamento

Em 1943, a estreia da peça Vestido de Noiva no Brasil, texto de Nelson Rodrigues e encenação do polonês Ziembinski, chocou a plateia e a crítica – era modernidade demais. Uma trama que não era linear, misturava violência, incesto e outras podreiras humanas incomodou muito uma plateia acostumada ao teatro onde o “ponto”, um profissional escondido no palco, ainda ditava as falas para os atores. Não é coisa da época, pois há cinco anos na Europa a encenação de outro texto do dramaturgo, O Anjo Negro, continuou sendo um escândalo.

Então isso é (um pouquinho de) Nelson Rodrigues.

E se vocês clicarem acima vão assistir esse bate-papo divertido com duas figuras impagáveis: Otto Lara Resende entrevistando Nelson Rodrigues, que tinha renascido de um coma de 15 dias. A entrevista ainda tem parte 2 e parte 3.

Como se não bastasse, o livro chegou às minhas mãos indicados por duas amigas muito queridas e é de Kleber de Brito. E provavelmente ele só vai descobrir que o “Nelson” dele está comigo se ler esse post (isso me inspirou para um post sobre livros emprestados). Mas prometo que está bem cuidado ;)

E quem aqui já leu Nelson Rodrigues?

Tags deste post: , , , , , , ,

Felicidade na cama

Publicado por em 4/05/2010 | Deixe um comentário

via likecool.com

Se bem que para mim, com o calor do Recife, isso aí está bem mais próximo de tortura do que de felicidade.

Tags deste post: , , , , ,

Indivíduo do sexo feminino

Publicado por em 4/05/2010 | Deixe um comentário

“Por um segundo imaginei
que ela não fosse uma mulher para se tocar aqui ou ali,
mas que me desafiasse a tocar de uma só vez a pele inteira.”

Budapeste, Chico Buarque

3336759342_828fa089bf

“Porque idênticas no andar,
não há duas mulheres no mundo,
nem as manequins, as gueixas,
nem mesmo irmãs gêmeas.”

Budapeste, Chico Buarque

“Vi então que as mulheres têm dentro delas
uma coisa que as faz entender
o que não é dito”.

A Força Humana, conto de Rubem Fonseca

Foto de Cristina Ivan

Tags deste post: , , , , , ,

Jazz e livros, tudo a ver

Publicado por em 3/05/2010 | Um comentário


Latest tracks by Blooks Livraria

No clica-aqui-clica-ali, me deparei com o twitter e o site da Blooks Livraria, cujo nome eles explicam com a simpática equação: blogs + books = blooks. Mas para mim, a cereja do bolo do site deles são essas seleções de jazz disponibilizadas para escuta em streaming, através dessa ferramenta Sound Cloud (que eu nem conhecia e me parece um achado).

Ora, jazz e livros, tudo a ver.

Da próxima vez que for no Rio de Janeiro, a Blooks tem grandes chances de ganhar minha visita.

Tags deste post: , , , ,
Página 72 de 74« Primeira...7071727374