[Resenha] Precisamos falar sobre os holandeses: Tirza e Bonita Avenue

Publicado por em 18/10/2016 | 4 comentários

Literatura holandesa. Foto: Byanca Dias

Bonita Avenue e Tirza: risadas nervosas acompanham aquela sensação de ‘onde isso vai dar?’. E O Homem Sem Doença promete.

Por Bianca Dias

O lançamento do novo livro de Arnon Grunberg, O Homem Sem Doença (editora Rádio Londres), serviu de ultimato: precisamos falar sobre os holandeses. Comecei as leituras de 2016, logo no início de janeiro, com Tirza, do mesmo autor. Iniciei e terminei Tirza, que tem 460 páginas, em cerca de três dias. Desde então, tive a sensação de que, nem tão cedo, leria algo tão genial quanto este livro.

O sentimento é bom e ruim: ao mesmo tempo em que é excitante ler um livro que cause tamanho impacto, cria-se um vácuo que permanece após a última página. Esse vazio tem um caráter um tanto misterioso: não é possível saber quando se vai passar por isso novamente. E nem com qual livro.*

Bonita Avenue, de Peter Buwalda, chegou perto. Lançado na Holanda em 2010, aportou por aqui no primeiro semestre deste ano (editora Alfaguara). Sem prejuízo de ter gostado mais de Tirza, Bonita Avenue é, na mesma medida, imperdível.

Leia mais

Tags deste post: , , , , , ,

Fenelivro 2016 e suas mulheres maravilhosas: ainda dá tempo de prestigiar

Publicado por em 10/10/2016 | Deixe um comentário

Eventos literários não são exatamente frequentes aqui em Pernambuco, e é por isso que quando rola a gente tem que prestigiar. Desde sexta até o feriado da quarta (12/10), tá rolando a Fenelivro, Feira Nordestina do Livro, gratuita, no Centro de Convenções, das 9h às 21h.

Vou mostrar um pouco porque vale a pena passar lá, e o primeiro motivo é que esta segunda edição homenageia as mulheres, e elas estão bombando na feira. É provável que alguns nomes não sejam familiares, mas valem a pena ser.

FML Pepper - escritora

Bate-papo e autógrafos com a escritora de ficção infantojuvenil FML Pepper

FML Pepper 

Segunda, 18h.

É uma ex-dentista que precisou ficar meses de repouso por

causa de uma gravidez delicada, e a impaciência acabou fazendo ela reencontrar uma grande paixão: a leitura de livros de ficção infantojuvenis, mais de 100 deles.

Assista ao trailer da trilogia Não Pare!
Veja a entrevista de Jô Soares com ela

Depois foi hora de colocar as ideias pra fora e lançar a trilogia Não Pare!, Não Olhe!, Não Fuja!. E com ela ganhar o título de primeira autora de ficção brasileira da Amazon.  Vai ter bate-papo e autógrafos na Fenelivro.

Babi Dewet - escritora

Babi Dewet, autora de “Sonata em Punk Rock”.

Babi Dewet

Segunda, 19h30

Também é sucesso entre os adolescentes e jovens, principalmente com a trilogia Sábado à Noite e agora com o novo livro Sonata em Punk Rock, que também é uma série. É esse o livro que ela vem lançar, e na ocasião além de bater papo, os fãs vão poder levar autógrafos pra casa.

Leia o primeiro capítulo de Sonata em Punk Rock.

Ele conta a história da roqueira Tim ao chegar na Academia Margareth Vilela, o maior conservatório do país, e de como ela terá que superar suas inseguranças para ser a melhor musicista que puder. A Babi também faz sucesso com seus vídeos no Youtube.

Escritora Ana Paula Maia

Vai ter bate-papo com Ana Paula Maia, do RJ, nesta terça

Ana Paula Maia

Terça, 18h.

Deixando a literatura infanto juvenil e indo para a escrita visceral de Ana Paula Maia, a escritora vem para a Fenelivro pra autografar o Entre Rinhas de Cachorros e Porcos Abatidos, com direito a um bate-papo antes

Assista ao trailer do livro de Entre Rinhas de Cachorros e Porcos Abatidos

Como diz a apresentação no blog dela, “o livro reúne duas novelas literárias compostas por homens-bestas, que trabalham duro, sobrevivem com muito pouco, esperam o mínimo da vida. Em silêncio, carregam seus fardos e o dos outros. ” Vamos? 

Leia mais

Tags deste post: , , , , , ,

O que Paula Pimenta pode nos ensinar sobre arrebatar leitores adolescentes

Publicado por em 9/10/2016 | 5 comentários

Clara pegando autógrafo de Paula Pimenta.

Clara pegando autógrafo de Paula Pimenta. Fonte: Instagram Clara Almeida

Na Fenelivro 2016, tive a oportunidade de mediar um bate-papo com a Paula Pimenta, autora frisson entre os adolescentes, principalmente entre as meninas. E embora eu não seja o público-alvo dos seus livros, fiquei feliz de testemunhar a relação massa que a escritora tem com seus fãs.

Bate-papo com Paula Pimenta na Fenelivro

Rachel Motta e eu mediamos o bate-papo na Fenelivro 2016. Foto: Tárcio Fonseca

Em tempos de adolescentes com smartphones grudados na cara, é muito inspirador ver um monte deles reunidos, todos com seus livros de mais de 400 páginas nas mãos, os olhos brilhando diante da escritora preferida. E aquela ânsia pelo momento do encontro com direito a abraço, selfie para o snapchat e autógrafo.

Sério, é bonito de ver.

Pra entender porque a Paula Pimenta é tão bem-sucedida no desafio de conquistar leitores adolescentes, além de conversar com qualquer menina que tenha entre 11 e 16 anos, pode ler esses motivos que listei:

Leia mais

Tags deste post: , ,

Versões muito resumidas de clássicos para preguiçosos

Publicado por em 28/09/2016 | 6 comentários

Clássicos resumidos - por John Atkinson
Clássico, diz-se da obra ou do autor que é de estilo impecável e constitui modelo digno de admiração, segundo o Michaelis. Na literatura, o termo se refere a livros que alcançam um status de qualidade com o distanciamento do tempo.

A questão é que na maioria das vezes os livros clássicos têm linguagem arcaica ou são gigantes: Guerra e Paz tem mais de 1.400 páginas, Dom Quixote tem mais de 1.000 e assim por diante. Vamos ser sinceros: se as pessoas em geral pararam de ler até manual e bula de remédio, imagina embarcar nessas verdadeiras odisseias literárias. 

Leia mais

Tags deste post: , ,

5 motivos para ser fã de Stephen King

Publicado por em 21/09/2016 | 3 comentários

Stephen King - 5 motivos para ser fã

 

Por Vinícius Batista, do Quatro Sentidos

Quem lê King sabe que uma coisa é certa: você sempre se surpreende com o livro. Ah, e quem não sabia acaba de descobrir um motivo pelo qual amamos esse escritor que hoje está completando 69 anos. Eu sou fã incondicional do mestre do horror e é claro que não poderia deixar esse dia passar em branco, por isso listei os 5 principais motivos pra você parar de fazer o que está fazendo nesse exato momento e pegar um de seus milhares de livros (e olha que estou exagerando só um pouquinho.)

1. Nem só de horror vive o fã de King.

Pra quem já faz cara de nojinho só de pensar em sangue e segredos sombrios, saiba que existe um King para cada um de nós. Pra quem curte um bom drama, por exemplo, temos À espera de um Milagre e Um Sonho de Liberdade, na fantasia vai bem O Talismã e a ficção científica 11/22/63.

via GIPHY

Leia mais

Tags deste post: ,

Visite o sebo Desculpe a Poeira (SP) e depois me agradeça a dica

Publicado por em 18/09/2016 | 6 comentários

Uma foto publicada por @desculpeapoeira em

Na última vez que estive em São Paulo, pude conhecer um lugarzinho apaixonante escondido no bairro de Pinheiros, o sebo Desculpe a Poeira, do Ricardo Lombardi. Faz teeeeempo que eu acompanho o trabalho do jornalista, que escrevia sobre livros num blog que levava esse nome lúdico do sebo (hoje ele posta nesse, do Estadão). Então quando soube da loja de livros usados a curiosidade para conhecer veio automaticamente e a expectativa era bem alta. Visualize a rua de paralelepípedos tranquila e arborizada com casas e vizinhos se cumprimentando à moda antiga. E então um espaço pequeno no meio das residências cheio de livros esborrando pelas calçadas. 

Leia mais

Tags deste post: , , ,

Tatuagens com vida própria, por Ray Bradbury

Publicado por em 2/09/2016 | Deixe um comentário

O homem ilustrado

Parte da capa do livro The Illustrated Man, de Ray Bradbury

 

Eu lhe darei desenhos especiais que o senhor jamais esquecerá. Desenhos do Futuro em sua pele.’ Ela o espetou com a agulha. (…)
Ele voltou correndo ao parque de diversões naquela noite, inebriado de terror e júbilo. Ah, como a velha bruxa da poeira tinha o enchido de desenho e cor. Ao final de uma longa tarde sendo picado por uma cobra prateada, seu corpo ganhou vida com os desenhos. Parecia que ele havia caído e sido esmagado entre os rolos de aço de uma prensa gráfica e saído como uma incrível rotogravura. Vestia uma roupa com gigantes e dinossauros escarlates”.

Trecho de O Homem Ilustrado, de Ray Bradbury. Conto da coletânea A Cidade Inteira Dorme.



>> Leia a resenha sobre essa coletânea aqui no blog.

Tags deste post: , , , ,

[Resenha] Eu não achei que podia gostar de Como eu era antes de você

Publicado por em 27/08/2016 | 4 comentários

Livro Como eu era antes de voce - Menos1naestante

Confesso que estava tão preconceituosa pra ler esse livro, que só faltava segurar o Kindle só com dois dedos da mão. A história romântica do momento. O livro com capa do sucesso do cinema, Como eu era antes de você, da Jojo Moyes.

E agora tenho que admitir: não é que valeu a pena?

Enfrentei as ressalvas graças ao projeto de blogagem coletiva que inauguramos com essa leitura, o #Blogselivros. Somos 8 blogueiras mulheres lendo e resenhando o mesmo livro no mês. Ao final do post, você tem os links para as outras resenhas.

Comecei a ler esperando uma história melosa sobre como o amor transpõe barreiras. E encontrei algo inspirador sobre o poder que um relacionamento tem de transformar as pessoas para melhor. Independente das diferenças sociais e financeiras, e de quaisquer condições físicas. 

Leia mais

Tags deste post: , , , ,
Página 3 de 7312345...Última »