Posts de marcialira

5 livros para presentear no Dia das Mães

Publicado por em 9/05/2014 | Deixe um comentário

Tem muita gente que não gosta do Dia das Mães e outras datas, por ser comercial e tudo mais. Não penso assim. Na minha cabeça, é mais uma ótima oportunidade pra fazer um carinho por esta pessoa tão especial e importante na minha vida, que é a minha mãe. Pra quem também pensa assim, uma proposta: por que não um livro no domingo? Talvez seja a oportunidade que faltava, o empurrãozinho pra ela ler um pouco, voltar a ler ou ler mais.

Pra ajudar, separei 5 indicações bem pouco arriscadas. Nem todas eu li, mas gostaria muito de tê-lo feito. Imaginei os mais diferentes tipos de mães, e acho improvável que a sua não se encante por nenhum. Dê uma conferida e veja se você se inspira, se concorda: aceitamos mais sugestões nos comentários.

Se presentear a sua mãe com o livro, não deixe de marcar a foto dela no Instagram com a hashtag #menos1naestante.

 

Cem Anos de Solidão - Gabriel Garcia MarquezCem Anos de Solidão, Gabriel Garcia Marquez
Posso dar motivos isolados pra você escolher esse livro. É a história de uma grande matriarca, Úrsula, e gerações da sua família. O escritor é Nobel de Literatura, falecido há menos de um mês. É apenas considerado um dos maiores livros da literatura latinoamericanda, ao lado de Dom Quixote. Ou posso dar todos esses motivos juntos.


 

Fim

 

Fim, Fernanda Torres

Se a sua mãe nunca abre um livro, mas adora TV, ela vai ter curiosidade de ver o que a danada da filha da Fernanda Montenegro escreveu. Sim, aquela ótima atriz que faz rir fácil na série Tapas & Beijos. Esse livro que tem surpreendido e arrancado elogios da crítica literária. É a minha atual leitura, e recomendo demais.

 

Minha vida na françaMinha vida na França, Júlia Child
Muita gente gosta mesmo é quando a história é de verdade. Se misturar viagem com a França e ainda o sabor de uma comida boa, soa implacável ou não soa? Júlia Child se mudou para o país da Torre Eiffel sem saber nada de lá e tentando se impor num meio dominado por homens, a gastronomia, em 1948. O filme Julie e Júlia é inspirado nele, um ótimo aperitivo pra o livro.

 

12 anos de escravidão

12 Anos de Escravidão, de Solomon Northup

Ainda para os fãs da realidade, de palavras sobre superação misturadas com História, eu imagino que esse livro seja pra ler de um fôlego só. É o que inspirou o filme ganhador do Oscar 2014, o qual assisti há alguns dias. O autor conta sua história absurda, mas infelizmente comum na época, de como foi sequestrado pra ser escravo.

 

um crime adormecidoUm Crime Adormecido (ou O Caso dos Dez Negrinhos), Agatha Christie
Se tudo der errado, vá de Agatha Christie, que é a “dama do crime”, a escritora que está no Guiness Book por ser a mais vendida do mundo. Entre as cerca de 80 obras dela, este é um clássico. Dez pessoas são convidadas para uma ilha distante e crimes começam a acontecer misteriosamente. Li edição com o título dos negrinhos, mas agora saíram outras com o título original. Curto, simples, mas pega o leitor pela curiosidade e não solta mais.

 

Ah, quase esquecia: não esqueça de entregar com o livro um abraço forte e um “eu te amo” sincero. Feliz momento pra vocês no domingo!

Tags deste post: , , , , , , , ,

Li e gostei #4 A vida dos animais

Publicado por em 7/05/2014 | Um comentário

A vida dos animais, J.M. Coetzee

Uma velha escritora (Elisabete Costello) é convidada para uma série de palestras em uma universidade. Ao invés de fazer uma palestra literário-filosófica padrão, faz uma apaixonada defesa dos Direitos dos Animais. O papel da literatura, a situação daqueles que escolhem viver dentro de uma escolha ética radical, é exposta com maestria e segurança por Coetzee. O volume ainda é completado por quatro ensaios que dialogam com o texto principal. Atenção ao último da bióloga Barbara Smuts em que ela narra sua convivência com um grupo de cem babuínos na Tanzânia. É maravilhoso.

Sobre o livro A Vida dos Animais, de J. M. Coetzee.
Colaboração de Jersey Martins/SP

Veja todos os posts Li e Gostei.

Quer participar? Dê sua opinião, indique um livro preenchendo o formulário abaixo. Saiba mais sobre a seção Li e Gostei aqui. :)

Tags deste post: , ,

Um marcador para cada ocasião

Publicado por em 2/05/2014 | Deixe um comentário

Todo leitor que se preze nunca perde a oportunidade de ter mais um livro, e mais um marcador de livros. Esses objetos simples e indispensáveis estão por aí nos mais variados formatos, cores e intenções, fazendo a alegria de todo mundo que acha que o seu livro do coração merece um marcador à altura. Encontrei uns pelas internets, que poderiam até ganhar uma função de acordo com a ocasião. Veja se você concorda:

Cabaret Legs Bookmark

Esse rolava pra ler qualquer livro de Bukowski, ou um Lolita, ou algum de John Fante, etc. Se clicar aqui, tem como comprar esse e vários outros de pernas na Etsy.

 

Electronic Dictionary Bookmark

Imagina um marcador de livros que ainda é um dicionário? Pena que esse equipamento é inglês-inglês, mas ainda assim pode ser útil se você lê livros no idioma. Tem aqui, e a galera elogia bastante.

 

Once-Upon-a-Time-Bookmark

Cai bem pra ler qualquer volume do Harry Potter, ou qualquer um de Tolkien, e outros mais que tenham magia e afins. Dá pra adquirir aqui, mas não tenho referências sobre essa loja.

 

marcador dedal

Pra quem lê em pé em metrô, ônibus, fila de banco, essa parece ser uma ótima opção. Será que não é incômodo? Tem de várias cores aqui.

 

Zipmark-ZIPPER-Bookmark-Book-Page-Holder

Que tal um zíper colorido pra você não perder a leitura? Tão criativo e disponível aqui.

Tags deste post: , ,

Uma imagem #7

Publicado por em 24/04/2014 | Deixe um comentário

1558510_10152313364462417_1487715144_n

“Moby Dick? Não nenhuma ideia”.

O humor todo peculiar de Liniers, pra começar o nosso dia.

Tags deste post: , , ,

Adeus, Gabo

Publicado por em 23/04/2014 | 4 comentários

Gabriel Garcia Marquez

Meus pais sequer se conheciam em 1967, quando Gabriel Garcia Marquez publicou Cem Anos de Solidão, a obra que o eleva entre os melhores em língua espanhola, sempre citado ao lado do Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, escrito mais de 400 anos antes. No ano em que ele recebeu o primeiro Prêmio Nobel de Literatura da Colômbia, pelo conjunto da sua obra, em 1982, eu completei 1 ano no mundo.

Em 1999, eu estava tão preocupada com o vestibular que nem me recordo de notícias sobre Gabo descobrir um câncer linfático. Lamentei um bocado quando o irmão dele, anos depois de o autor ter parado de escrever, declarou que o escritor sofria grave perda de memória e algo como “demência senil”. E quando quinta-feira passada, soube da morte de Gabo, sofri de uma grande culpa leitora por não conhecer ainda nenhuma obra dele. E ainda estou sofrendo um pouco.

Leia mais

Tags deste post: , , , , ,

Nelson Rodrigues em 100 contos inéditos, por Rita Costa

Publicado por em 17/04/2014 | 6 comentários

A vida como ela é: 100 contos inéditos

Primeiramente: antes de ler Nelson, aconselho você a “neutralizar” seus conceitos e preconceitos para mergulhar no universo delicioso, embora polêmico desse autor, que, por ser tão controverso é conhecido como O Anjo Pornográfico. Todo leitor sabe contextualizar, mas é sempre bom lembrar.

Os romances rodrigueanos sempre cheios de conflitos morais, emocionais e familiares fazem a gente viajar a meados dos anos 50 e 60, época de revoluções culturais e políticas preteridas pelo autor. Nelson Rodrigues se ocupa em contar histórias cotidianas daquelas boas de ler, que te prendem do início ao fim e que, claro, como na vida real, têm desfechos cômicos, e quase sempre trágicos (levando em consideração o perfil do escritor). A Vida Como Ela É, remetendo ao título do livro.

O recorte geográfico feito por Nelson, apesar de ser pernambucano é o Rio de Janeiro, e mesmo o leitor jamais tendo visitado, sentir-se familiarizado à cidade é batata! (os que já leram alguma obra reconhecem de primeira essa expressão muito usada por ele, que designa certeza).

A vida como ela é: 100 contos inéditos

E por falar em é batata!, como não se contaminar com o vocabulário que esta leitura apresenta pra gente? É consenso que um dos pontos altos da escrita do autor é exatamente a curiosa quantidade que ele traz de expressões que nossos avós e talvez pais detectem facilmente. Como diria o próprio: um deleite.

Acostumada a ler romances mais longos do autor, quando vi na prateleira 100 contos inéditos não titubeei, porque, confessadamente apaixonada por sua obra, não tinha lido ainda histórias mais curtas características desse estilo, e convenhamos, 100 contos, e inéditos, são um prato cheio para qualquer fã declarado!

Como esperado: devorei o livro. A fluidez com que Nelson relata as situações fazem a gente se sentir um ouvinte atento às histórias “cabeludas” contadas por ele, e você acaba viajando no tempo, reconhecendo as características dos personagens tão simples e ao mesmo tempo complexos, remontando fatos que você já ouviu falar que aconteceu com a prima da sua tia de segundo grau, e fazendo o inevitável questionamento: “Imagina se fosse comigo?”. Enfim, são 100 contos que fazem a gente querer que publiquem mais uma centena, de tão instigastes. Recomendo fortemente aos que apreciam uma boa leitura.

ritinhaColaboração: Rita Costa

Curiosa e leitora inveterada sempre que dá.

Encontre Rita no Facebook.

Obrigada, Ritinha! <3

Tags deste post: , , ,

Uma imagem #6

Publicado por em 20/03/2014 | Deixe um comentário

Leitor em Kiev

Para os ucranianos, não está nada fácil. Agora são as tropas russas na Crimeia, adiantadas logo depois de um referendo duvidoso. Há algumas semanas, os protestos contra o governo do país destroçaram o centro da capital Kiev, e culminaram com a saída do presidente. As cenas da fúria do povo foram impressionantes, mas no meio das fotos, essa chamou muito a minha atenção: alguém que no meio da destruição buscava algum conforto num livro. Comovente, não é?

#Uma imagem é uma seção em que posto fotos ou imagens marcantes relacionadas a livros. Clique e veja outros posts da seção.

Tags deste post: , ,

Leitores misturados com capas de livros

Publicado por em 14/03/2014 | Deixe um comentário

Leitores & livros

Leitores & livros 4

Leitores & livros 5

Simplesmente achei essas fotos incríveis, e não sei vocês, mas agora está instaurado um novo objetivo de vida: tentar achar uma capa de livro condizente pra fazer uma foto assim. Essa é a série “Corpus Libris” da fotógrafa Emily Pullen, que informa ter tido essa ideia de mistura numa noite de quinta-feira entediante, na livraria Skylight Books, em 2008, Los Angeles. Tem muito, muito mais fotos divertidas como essas no tumblr que leva o nome da série.

Leia mais

Tags deste post: , , , ,
Página 5 de 64« Primeira...34567...Última »