O homem ilustrado

Parte da capa do livro The Illustrated Man, de Ray Bradbury

 

Eu lhe darei desenhos especiais que o senhor jamais esquecerá. Desenhos do Futuro em sua pele.’ Ela o espetou com a agulha. (…)
Ele voltou correndo ao parque de diversões naquela noite, inebriado de terror e júbilo. Ah, como a velha bruxa da poeira tinha o enchido de desenho e cor. Ao final de uma longa tarde sendo picado por uma cobra prateada, seu corpo ganhou vida com os desenhos. Parecia que ele havia caído e sido esmagado entre os rolos de aço de uma prensa gráfica e saído como uma incrível rotogravura. Vestia uma roupa com gigantes e dinossauros escarlates”.

Trecho de O Homem Ilustrado, de Ray Bradbury. Conto da coletânea A Cidade Inteira Dorme.



>> Leia a resenha sobre essa coletânea aqui no blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *