Posts publicados em agosto de 2016

[Resenha] Eu não achei que podia gostar de Como eu era antes de você

Publicado por em 27/08/2016 | 4 comentários

Livro Como eu era antes de voce - Menos1naestante

Confesso que estava tão preconceituosa pra ler esse livro, que só faltava segurar o Kindle só com dois dedos da mão. A história romântica do momento. O livro com capa do sucesso do cinema, Como eu era antes de você, da Jojo Moyes.

E agora tenho que admitir: não é que valeu a pena?

Enfrentei as ressalvas graças ao projeto de blogagem coletiva que inauguramos com essa leitura, o #Blogselivros. Somos 8 blogueiras mulheres lendo e resenhando o mesmo livro no mês. Ao final do post, você tem os links para as outras resenhas.

Comecei a ler esperando uma história melosa sobre como o amor transpõe barreiras. E encontrei algo inspirador sobre o poder que um relacionamento tem de transformar as pessoas para melhor. Independente das diferenças sociais e financeiras, e de quaisquer condições físicas. 

Leia mais

Tags deste post: , , , ,

O meu painho foi embora

Publicado por em 8/08/2016 | 22 comentários

Eu e painho

Eu e painho

O meu painho foi embora.

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016, às 8h10. O fechamento de um processo doloroso, desde o momento em que tivemos o diagnóstico de cirrose e câncer de fígado.

Desde a consciência da doença até a partida foram quase 4 meses que vivemos junto com ele, eu, minha mãe, e meus quatro irmãos. Quase 4 meses de pequenas despedidas e de lutas perdidas. De viver o presente acima de tudo. Da frustração de não poder fazer nada.

Até então eu tinha perdido parentes muito, muito queridos. A minha avó, a minha tia, o meu primo. Mas eu nunca tinha perdido um pedaço.

Perder o meu pai era o maior medo que eu tinha na vida. E a vida às vezes é engraçadinha que só, né? Prega essas peças na gente.

Sim, é o ciclo natural. Mas infelizmente a gente não é educado para a finitude.

Eu e painho 02

Não sei se você já passou por uma perda desse nível. Posso lhe dizer que é uma experiência transformadora à base de sofrimento. Eu não sou mais a mesma Márcia. E embora seja bem contrária à forma como aconteceu, suspeito que sou uma pessoa mais humana e mais forte.

Painho é um dos responsáveis pelo meu amor pelos livros, e portanto pela existência desse blog.

Leia mais

Tags deste post: ,