Retalhos - Wagner Bezerra

por Wagner Bezerra Pontes

Dessa vez escolhi Retalhos, de Craig Thompson. Um tijolo das graphic novels mais premiadas dos últimos tempos [me perdoem se apareço mais uma vez com um livro premiado… hehe].

Não li Retalhos somente pelos inúmeros prêmios ganhos no Harvey (melhor artista, melhor graphic novel original e melhor cartunista), no Eisner (melhor graphic novel e melhor escritor/artista), e, em 2005, no prêmio da crítica da Associação Francesa de Críticos e Jornalistas de Quadrinhos. [Ufa, quanta coisa!]

Mas lembro de que o principal motivo da leitura foi justamente por ter visto na primeira página o subtítulo: “um romance ilustrado”. Até começar a me aventurar não sabia das diferenças de Graphic novels para HQs, e fazia muito tempo que não lia nada do gênero.

Pra quem não entende a diferença entre Graphic Novels e/ou HQs (histórias em quadrinhos, gibis etc.), é simples: as Graphic Novels (romances gráficos – tradução literal) são romances contados/escritos com imagens numa única história fechada com início, meio e fim.

Já as HQs inspiram muitas séries (quase sem fim) como as de super-herois do Homem Aranha, Batman, Super homem, Dead Pool; e até as mais famosas aqui no Brasil como as da Turma da Mônica.

O Craig Thompson escreveu Retalhos, em 2004, aos 28 anos, e é seu segundo livro, e se você começar por esse livro ficará encantado para ler os outros livros dele. A editora Companhia das Letras só traduziu Retalhos (2009) e Habibi (2012). 

O livro é dividido em nove capítulos, todos intitulado com algo específico do que será mostrado na história. Como no primeiro capítulo ‘O quartinho’, que faz menção ao local mais aterrorizante da casa, pois na infância o Thompson e seu irmãozinho dormiam juntos na mesma cama, e quando brigavam, o pai colocava um dos dois lá como forma de castigo.

[foto 1] Retalhos

[foto 1] Retalhos

Contado de forma que os desenhos falem por si e com traçados simples, a história avança atiçando nossa curiosidade a cada fim de capítulo. O interessante é o uso do flashback como forma narrativa para expressar um sentimento/lembrança do personagem principal em determinada situação presente dos capítulos.

Muitas vezes as páginas podem não ter uma voz sequer dos personagens, como num filme em que vemos somente as ações/cenas desenrolarem a história. O que me lembrou os filmes dos irmãos Dardenne. [assistam algum dos citados no link, vale a pena cada minuto!]

HISTÓRIA
Retalhos é uma autobiografia de Thompson que retrata da sua infância ao início da vida adulta, na cidade rural de Wisconsin no norte dos EUA, local conhecido pelo frio intenso.

Juntamente com seu irmãozinho Phil, vemos das situações mais engraçadas às mais tristes na formação do autor. Thompson de início tem a sua infância permeada pelo bullying na escola, pelo fato de ser magrinho e vir de uma família pobre.

E todos os conflitos vividos por ele na infância fizeram com que buscasse um refúgio/ajuda em Deus – de modo temeroso – que era pintado tanto pela família, pelos professores, pastor do acampamento e por algumas passagens bíblicas que lia.

[foto 2] Retalhos

[foto 2] Retalhos

O relacionamento de Thompson com seu irmãozinho Phil é delicada e comovente. Um dos momentos de ligação entre os dois está no hábito que é uma via de escape de Thompson: desenhar com Phil o dia todo, tornando sua vida quase sagrada.

Toda a sua história é permeada pela religião/crença em Deus de modo que vemos muitas passagens da bíblia. Mas a história segue sem fanatismo e com mais perguntas, dúvidas e críticas em relação aos seus desejos e sonhos podados pela religião, do que a pregação da palavra na narrativa.

[foto 3] Retalhos

[foto 3] Retalhos

Quando ele conhece uma garota chamada Raina acredita ter encontrado a felicidade e o sentido para voltar a fazer o que mais gostava: desenhar.

[Foto 5] Retalhos

[Foto 5] Retalhos

Retalhos é uma graphic novel cheia de sonhos, pesadelos, felicidades e tristezas, sejam elas do espírito ou do corpo. Um romance de imagens capaz de tocar o mais cético dos leitores. Uma graphic novel de tema universal que toca com as angústias, desejos e questões que todo leitor jovem/adulto passa ou já passou na vida.

Vale muito à pena ler, sonhar e lembrar com o Thompson que os amores e as dores vividas fazem parte do universo que nos tornamos.

Nota: 5/5
Editora: Quadrinhos na Cia., 2013.
Páginas: 582
ISBN: 9788535914481

Wagner Bezerra Pontes Colaboração: Wagner Bezerra Pontes

Poeta, professor de inglês, artista plástico e cineasta amador. Ainda não se acha escritor, mas rasga um tango no coração que dorme selvagem.

Encontre Wagner no Facebook e acesse o blog dele Crônicas, Contos e Poesias.

SE VOCÊ GOSTOU DO CONTEÚDO, FAÇA UMA AÇÃO.

– Comente.

– Curta e siga o blog no Facebook.

– Compartilhe este post no Facebook. Share

Assine a newsletter e receba o blog no seu e-mail.

– Siga o blog no Twitter e Instagram.

É muito importante pra mim saber o que vocês acham do que escrevo (ou os colaboradores), e me estimula a continuar postando. <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , , ,

3 Comentários

Join the conversation and post a comment.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *