Homem na pilha de livros

Se o ano começou e, apesar das promessas do réveillon, você deu aquela empacada na leitura, a gente dá uma forcinha. Dois motivos científicos pra você abrir o primeiro livro que aparecer na sua frente agora: 1) ler ajuda a advinhar pensamentos. 2) ler ajuda a recuperar a concentração perdida em tempos de internet. Precisa mais?

Para chegar a essa primeira conclusão, os pesquisadores da New School for Social Research de Nova York pegaram três grupos de pessoas: um grupo leitor de ficção literária “de qualidade”, outro de ficção literária “popular” e outro de não ficção. Depois os fizeram analisar o que pessoas em fotos sentiam, por meio das expressões faciais. Os que se debruçaram sobre os livros “de qualidade” se deram melhor. Dizem que o envolvimento e a capacidade criativa que as leituras despertam são as responsáveis.

Concentração é aquela coisa que a gente vem deixando de lado na hora em que se liga em todos os sons e chamados dos nossos gadgets. Smartphones, tablets, e seus facebooks, twitters, whatsapps, e-mails e tudo o mais vêm fazendo a nossa capacidade média ser de apenas 3 a 5 minutos (e não é o primeiro alerta que vejo). Depois disso, as pessoas se distraem, segundo as conclusões do Larry Rosen, professor da Universidade Estadual da Califórnia. E de novo qual o remédio pra não deixar as conexões entre os neurônios irem embora? Ler.

Leia a primeira pesquisa leitura e advinhação aqui, e a segunda aqui.

Photo Credit: zen via Compfight cc

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , ,

4 Comentários

Join the conversation and post a comment.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *