Posts publicados em 17 de julho de 2012

Histórias de livros ganhos ou com dedicatórias

Publicado por em 17/07/2012 | 6 comentários

Foto do BookPorn

Viver histórias por meio dos livros é certamente algo grandioso. Só que em torno do objeto livro há outros significados paralelos ao ato da leitura em si. Por exemplo, você já parou pra pensar nos livros que ganhou de presente? O que cada um significou? A mensagem que as pessoas querem passar quando dão a outras determinadas obras e o sentimento que fica pra quem recebe são dois aspectos muito, muito especiais.

Como numa forma de investigar, foi criado o tumblr The Book They Gave Me. Lá são colecionadas histórias que vividas entre alguém que deu um livro e alguém que ganhou, de como as relações ficaram mais fortes ou mais fracas depois. A maioria não é mirabolante, é simples e bonita.

E no meio desse afeto ainda cabe muito o tumblr Eu te dedico. Lá estão inúmeras fotos (e o texto grafado) de dedicatórias em livros. Eu consigo imaginar poucas coisas mais lindas do que uma dedicatória. Dá pra perder a hora lendo várias, analisar o contexto, imaginar porque é naquele livro que ela está escrita. E você também pode mandar uma dedicatória pra ser sorvida lá.

Embora seja uma facilidade, o fato de um presenteado poder voltar à livraria e trocar o livro é algo que intimidou um pouco as dedicatórias. Por isso é que quase todas às vezes que eu ganho um eu peço pra pessoa fazer uma dedicatória. Tem gente que fica intimidado, mas sempre acaba saindo algo legal.

Agora eu sou particularmente tarada em livros de sebo com dedicatória. Como diz a descrição do Eu te dedico, um livro com dedicatória tem duas histórias: a das páginas e a daquelas palavras escritas à mão antes de tudo começar. Então adoro pegar um livro antigo e rabiscado e imaginar a história no entorno dele. Muitas vezes são dedicatórias de décadas passadas.

Foto de Márcia Lira

Tirei uma foto pra vocês do que eu diria ser a dedicatória mais linda que eu já vi na vida. Como se não bastasse a beleza das palavras, está escrita em caneta azul numa letra caprichada num A Paixão Segundo GH, essa obra prima de Clarice Lispector. É enorme, ocupando o verso da capa e a primeira folha. Beto escreveu pra o amigo Tucci, e depois colocou Natal-82. Não sei se foi na época natalina ou na cidade de Natal. Mas, gente, eu tinha 1 ano. Gosto de imaginar que pessoa bonita era Beto, e como devia ser profunda essa amizade. Deixo o trecho final pra vocês entenderem o que eu digo:

(…) Serás jovem enquanto te conservares receptivo ao que é belo, bom e grande. Receptivo às mensagens da natureza, do homem, do infinito.
E se um dia teu coração for atacado pelo pessimismo e corroído pelo cinismo, que Deus então, se compadeça e tua alma de velho.

Tucci,
Espero que goste desta lembrança dada com carinho.
Um abraço do amigo
Beto
Natal-82

E vocês, têm dedicatórias lindas nessas estantes?

Primeira foto do BookPorn. Tumblr foi dica de Tarrask. Segunda foto minha.

Tags deste post: , , , , , , ,