Posts publicados em junho de 2012

Ganhadores de uma boa dose de Inverdades

Publicado por em 30/06/2012 | 9 comentários

Hora de dar o resultado do sorteio dos e-books do Inverdades: pequenas manifestações divinas em folhas de chá, marcas de sangue e manchas de batom. Foi difícil esse sorteio, viu? Primeiro precisei adiar muito o prazo porque tive problemas para usar o Sorteie.me, e ainda assim não funcionou, precisei adotar um sistema mecânico.

Só que ao divulgar o resultado, vi que tinham ficado de fora duas pessoas que participaram. Peço desculpas e a compreensão dos ganhadores que anunciei, mas preciso agir corretamente (não se preocupem que teremos outro sorteio bem legal em breve). Como poucas pessoas participaram, listei todas em ordem numérica:

Depois usei o Random.org direto para pegar três números aleatórios que iriam remeter aos três sortudos. Abaixo, os resultados:

    

Então, Parabéns @BrunaC_Oficial, @FilipeLion e @adelmovas! Preciso do e-mail de vocês para encaminhar para o Alex Luna enviar a cópia do livro por e-mail. Deixem aí nos comentários, mandem por e-mail (contato@menosumnaestante.com), por DM ou por mensagem na página.

Tags deste post: , , , , ,

O livro que não pode esperar

Publicado por em 29/06/2012 | 2 comentários

El Libro que No Puede Esperar

Os livros são muito pacientes, mas os novos autores que os lançam ansiosos por serem lidos não são nem um pouco. E as pessoas compram muitos livros, mas demoram dias, meses, até anos para lê-los (sem falar às vezes em que isso não acontece). Para resolver isso, uma editora independente argentina, a Eterna Cadencia, lançou uma antologia de novos autores latinos chamada O Livro que Não Pode Esperar (The Book That Can’t Wait).

E não é apenas um conceito, é fato, com esse não tem enrolada. Simplesmente porque ele é confeccionado com uma tinta especial que desaparece cerca de 60 dias depois de entrar em contato com a luz e com o ar. O próprio livro é a ação de marketing, com o objetivo de ajudar os novos autores a sobreviverem no mercado. Genial ou genial?

Agora pelamordedeus, editoras, não adotem essa modinha, hehehe. Visualizaram a loucura em que ficaríamos se todo livro tivesse essa urgência? Além de que O Livro Que Não Pode Esperar também é o livro que não pode ser relido, e dificilmente repassado. Ainda assim, todo o mérito para a criatividade da galera.

Vi na Super Interessante.

Tags deste post: , , , , , , , ,

Para se abraçar com Inverdades

Publicado por em 26/06/2012 | Deixe um comentário

Inverdades no iPad

Quando eu vi, tinha topado fazer a revisão. Fazia tempo que a gente conversava sobre escrever, ele falava sobre o novo projeto, eu tinha curiosidade. Tinha acabado de ler o primeiro título de Alex Luna, Elas e Outras Histórias, e achado legal. Um jeito muito peculiar de contar o amor e suas mulheres, as agruras e as delícias dos relacionamentos, todo tipo de referências. Mas eu sabia que tinha muito mais coelho pra sair desse mato. Então eu comecei a revisão do livro que quase se chamava Mentirinhas.

Bom, eu nunca revisei um livro. Tirei da minha gaveta a experiência de editar matérias do tempo de jornal e o que tinha aprendido sobre o que é e como se faz uma boa literatura. Com isso, tentei fazer algo útil. Quando mandei as primeiras revisões e Alex adorou, eu me empolguei pra ir em frente e me senti à vontade para dar ideias. Tarrask, como é mais conhecido, diz que fez muita diferença. Eu só acho que ajudei a dar um polimento no que já era bem bom.

Saiu o Inverdades: pequenas manifestações divinas em folhas de chá, marcas de sangue e manchas de batom. Um aposto auto-explicativo, uma edição digital com capa e ilustrações lindas da Cristina Santos. Faz um tempo que o e-book foi lançado, nem eu entendo como demorei tanto a contar por aqui. Acho que é a dificuldade de falar quando o envolvimento é grande (acabei de lembrar que nunca esmiucei a minha monografia sobre literatura fantástica por aqui).

Trecho de Eurídice

São 16 contos com temáticas diferentes, abertos por um prólogo genial, costurados pela escrita de Alex e pelas referências a músicas e à mitologia grega. Pouco pude aproveitar desta última, por conta dos meus conhecimentos limitados. Mas achei interessante me debruçar sobre os trechos de canções, muitas que marcaram infância e adolescência, por causa dos significados diferentes que ganham ao final do conto.

Os textos são quase sempre interessantes, mas há momentos especiais pra mim. A obssessão de Abraão repudia Agar, o desfecho nelson rodrigueano de São Jerônimo Penitente,  as atitudes redentoras de A história de Jonas, só para citar alguns. Fica difícil dizer o quanto a literatura de Alex amadureceu, só consigo pensar que o Inverdades dá à luz um escritor. Conheçam e me digam depois se concordam.

O Inverdades está disponível na Amazon por U$S 2,99.

PROMOÇÃO

Vejam que legal, Alex cedeu três cópias para eu sortear entre os leitores do Menos um na estante. Para participar, siga @menos1naestante no Twitter, e depois tuíte a seguinte frase (com o link).

 

Quero ler o novo Inverdades, do @tarrask, vou ganhar o e-book do @menos1naestante —> http://kingo.to/17WA

 

O prazo era hoje, quinta-feira, mas o Sorteie.me entrou em manutenção e prometeu voltar às 17h. Então as participações serão até sexta-feira, meio-dia, quando vai ocorrer o sorteio. Participem!

Tags deste post: , , , , , , , ,

Todo o charme da leitura

Publicado por em 25/06/2012 | 3 comentários

Moça lendo 01 Moça lendo 02
Moça lendo 03 Moça lendo 04
Moça lendo 05  Moça lendo 06

Essa sequência de gifs animados comprova: ler é super charmoso, além de todas as outras coisas. O que será que a moça lia tão interessada? Coisa linda achada no Book Porn para dar o start na semana.

UPDATE: São cenas do filme Anna, uma comédia musical francesa de 1967. Informação legal da leitora Brunna.

Tags deste post: , , , , ,

Obrigada, Katie Harris

Publicado por em 21/06/2012 | Deixe um comentário

Foto de Katie Harris

Era um belo dia de abril de 2010, e eu finalmente decidi tirar da cachola uma ideia que vinha me encurralando há alguns dias: criar o Menos um na estante. Comecei a me cadastrar no Posterous, onde tudo começou, e me pus a pensar em como personalizar o meu blog. Então fui numa ferramenta de buscas de fotos no Flickr e achei A foto. Em sintonia com a proposta do blog e comigo, colorida e vintage. Ela é da Katie Harris e estava em Creative Commons: eu podia usá-la sem infringir direitos autorais.

Ao longo do tempo, a imagem e o Menos um na estante foram se fundindo tanto que eu fiz questão que ela continuasse de alguma forma no novo projeto. Mas havia uma preocupação:  a foto não era mais Creative Commons. E aqui chega o  objetivo do post, porque depois de um contato com a Katie, ela me tranquilizou  ao liberar o uso da foto para o blog. :D

Mensagem de Katie Harris

 

Não é uma fofa? Então, MUITO OBRIGADA, Katie!

 

Tags deste post: , , , ,

Uma estante de mil faces

Publicado por em 20/06/2012 | Deixe um comentário

The Face Shelving

Essa é fácil uma das estantes mais divertidas que já mostrei por aqui. Não bastando abrigar os livros com estilo, ela é um rosto decorável, ao bel prazer da criatividade do cliente. Dependendo de como os livros são arrumados, a expressão fica diferente. A ideia ninja é do designer Alexi McCarthy.

Dica de Dulce, daqui.

Tags deste post: , , , ,

São Paulo: livros em bares e locais subterrâneos

Publicado por em 19/06/2012 | 5 comentários

Entrada do Passagem Literária

Passei uns dias em São Paulo há algumas semanas e acabei conhecendo dois lugares livrescos bem legais. O primeiro foi o sebo Passagem Literária, peculiar pois fica na passarela subterrânea da estação Consolação, para quem precisa cruzar a avenida. No caminho, tem um sebo. Ainda assim, nesse ponto estratégico, a impressão é de que pouca gente o conhece. Na objetividade paulistana, poucos param e menos ainda compram.

Talvez por isso o dono do sebo, um senhor barbudo, tenha se mostrado um pouco hostil quando cheguei com uma amiga fotografando e mexendo nos livros (ok, deve ser bem complicado manter o controle sobre todas aquelas pilhas em meio a tanta gente passando). Passei algumas horinhas fuçando, pegando, folheando, abrindo, fechando, recolocando no lugar, amolegando. Gostei de muita coisa, títulos em bom estado, mas achei os preços salgadíssimos. Preços de novos por aqui, ou pior.

Até que cheguei a uma capa linda, e era um Nabokov: Fogo Pálido, por R$ 15. Nunca tinha ouvido falar na obra, mas o autor e a capa definiram a compra. Para completar o combo, perguntei pelo Lolita e tinha, por R$ 18 que viraram R$ 15 nas mãos do senhor barbudo, agora sem réstias de hostilidade. Inclusive ele começou a me babar tanto, que até deu lencinhos umedecidos pra eu limpar as mãos da fuligem-de-avenida-paulista-com-metrô, que abraça os livros e não tem limpeza que dê jeito. Mas fiquei me perguntando: será que foi só porque eu ia comprar ou porque ele ama Nabokov?

Pelo que ele me explicou, o sebo abriu há uns seis anos, mas acabou passando quase cinco fechados por falta de incentivo. Reabriu há pouco. Nas paredes, sempre há exposições de artes plásticas e afins, e isso é um compromisso assumido pelo Passagem Literária. O legal é que depois que Diogo viu minhas aquisições, disse que Fogo Pálido era um dos melhores livros da vida dele e eu tive certeza de que fiz um bom negócio.

Mercearia São Pedro: com Paulinho

O outro lugar foi o Mercearia São Pedro, um bar agradável na Vila Madalena. Em boa parte do espaço, normal, com mesas e cadeiras, pessoas descoladas e um toque olindense. Na outra área, tem a mercearia e no meio dela, um monte de estantes com livros novíssimos prontos para serem comprados. O engraçado é que os títulos também são caros, apesar do lugar e da apresentação malajambrada. Só pode ser um raciocínio turístico.

Não importa tanto porque com eles à disposição, o Mercearia São Pedro ganha um charme todo especial, complementado com pasteis saindo na hora, cerveja gelada e boa música. Na minha opinião, os livros deviam ter mais espaços assim, bem perto de cerveja, petiscos, música e gente.

Agradecimentos especiais a Keila, Marta e Paulinho, por me apresentarem a esses lugares e/ou pousarem lindos nas minhas fotos. Sem eles, esse post não existiria.
Sebo Passagem Literária
Rua da Consolação, esquina com a Avenida Paulista.
De segunda a sexta, das 7h às 22h, sábados, domingos e feriados, das 10h às 22h.

Mercearia São Pedro
Rua Rodésia, 34 – Pinheiros – São Paulo, 05435-020
11 3815-7200

Tags deste post: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O livro do futuro

Publicado por em 13/06/2012 | 5 comentários

The Book of The Future, de Grant Snider

Será que o livro do futuro será exatamente esse cuja existência lá décadas a frente é questionada? Imagina se a inovação um  dia um dispositivo para leitura do jeito que temos hoje (e há tantos anos): um livro biodegradável, que não gasta energia, decora o lar, não faz mal aos olhos, e o melhor, tem um peso proporcional ao tanto de informação dentro.

Questionamentos geniais do ilustrador e cartunista Grant Snider. Essa estava na The New York Times.

Vi aqui.

Tags deste post: , , , , , , ,
Página 1 de 212