Anúncio Nelson em 1944

Anúncio Dickens em 1944

Tenho pouco apego ao passado, em geral gosto das mudanças. Não é o caso da extinção da publicidade para livros em veículos tradicionais de comunicação. Essas fotos da revista Diretrizes, em 1944, são a prova de que o marketing do produto livro já foi bem mais evoluído, com direito a publicidade para chamar a atenção dos leitores para os novos títulos. Onde e por quê isso se perdeu?

Devia funcionar bastante, pois leitores de jornal são potenciais leitores de livros. E eram bons títulos, como Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues, e Romances Condensados, de Charles Dickens. Hoje em dia a maior propaganda de um livro é o boca a boca, alguns canais na internet, anúncios em revistas especializadas, e pronto, uma pobreza. Imagina andar na rua e ter um outdoor sobre um livro, ou abrindo o jornal ou assistindo à TV. Parece ficção científica.

Os achados são do blog Livros Etc., da Josélia Aguiar. Lá, tem mais imagens de anúncios antigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , ,

9 Comentários

Join the conversation and post a comment.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *