Cartoon de Ed Stein

via smeira.blog.terra.com.br

Expert em tendências, tecnologias, professor da UFPE, entre outras coisas, Silvio Meira postou no blog dele, Dia a dia, bit a bit, um artigo muito interessante abordando a discussão sobre o final ou não do livro em papel. Ele acredita que, quando a experiência de leitura de um e-book chegar mais perto da de um livro tradicional – com anotações, rascunhos, marcações, compartilhamento, etc. -, esse fim será iminente.

Interessante que num primeiro momento, anotar, ler, emprestar um livro físico parece bem mais simples do que fazer isso num equipamento eletrônico. Ele chama atenção para o seguinte fato: para que a gente faça isso existe uma cadeia de produção muito complexa e cara por trás, que começa na exploração de madeira e termina na difícil relação com as livrarias, passando por impostos, gráficas, e tudo o mais.

Embora faça sentido, eu acredito mais que o consumo do livro em papel será tranformado, sim. Repensado. Como os filmes 3D. A tecnologia está aí, evoluindo, mas muitos diretores não precisam que seus filmes sejam em terceira dimensão. Muitos livros vão atender a demanda apenas como e-books, outros vão valer um trabalho mais apurado de impressão. Se surgem opções, surgem escolhas.

Bom, mas o fato é que o artigo de Silvio Meira é leitura obrigatória para quem está acompanhando a questão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *