John Berger

Lendo a Serrote nº 4 (revista MUITO boa do Instituto Moreira Salles), desfrutei de um artigo apaixonado por cinema do John Berger, originalmente publicado em 1991. Pensei em falar mais sobre ele aqui, mas ia sair do foco do blog, e escolhi só pinçar essas três frases.

Mas para quem tiver oportunidade, vale muito a pena o ensaio Ev’ry time we say goodbye, tem coisas inspiradoras como: “No cinema, os casais se dão as mãos, o que não ocorre no teatro; aa pintura traz o mundo para sua casa, o cinema nos leva para outro lugar.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *