“Não digo que já lhe coubesse a primazia da beleza, entre as mocinhas do tempo, porque isto não é romance, em que o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas; mas também não digo que lhe maculasse o rosto nenhuma sarda ou espinha, não. Era bonita, fresca, saía das mãos da natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, que o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da criação.”

Flower Head. Foto: Vincent vonSchnauzer

Tirei do bloquinho de trechos literários. Anotações antigas de quando li o clássico: Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis.

Foto do Flickr de Vincent vonSchnauzer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *