“E ele também já não era jovem, não podia agradar às mulheres que recuavam do seu amor sem forças, afastadas pela mágica do inferno que torna um homem mais idoso do que um pai já morto, na meia idade, quando se faz contas com o tempo, com as cidades deixadas para trás, com os amigos mortos e com o silêncio que nos cerca.”

"You'll Never Walk Alone". Foto: Julius Dillier

Trechinho do conto A cabeça de calcário, de Fernando Monteiro. Um dos textos integrantes da coletânea Tempo Bom, que é a minha leitura agora. Na sequência, tem um dos melhores contos dos últimos tempos de um autor que eu desconhecia por completo: Rinaldo de Fernandes, da Paraíba. O cavalo tem um quê de literatura fantástica. Ou não. E essa dúvida é genial.

Foto do Flickr de thebmag.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *