Descobri, por esses dias, que projeto de ler mais livros não combina com mudar de endereço enquanto se muda de emprego. É tanta coisa gritando por ser arrumada e resolvida, que outras importantes ficam em segundo plano. Ao mesmo tempo, é vida nova, descobertas. Isso só para justificar quase um mês sem postar nada.

Mudando de assunto, eu não costumo comprar livros porque tenho essa meta de ler os que eu já tenho. Curto ir na livraria dar uma olhada e me angustiar por tudo o que eu não estou absorvendo. Então, realmente fiquei espantada com os preços dos livros quando precisei lidar com eles de verdade. Escolhia um para dar de presente, um Érico Veríssimo. (Aliás, presentear com um livro parece algo tão simples. Só parece, porque é difícil descobrir uma obra cuja história gere interesse àquela pessoa em especial. Afinal, ninguém quer dar um presente que não ganhe uso).

Livros novos: "O Homem Proibido", de Nelson Rodrigues; "Só para mulheres", de Clarice Lispector; e "Travessuras da Menina Má", de Vargas Llosa.

Mas voltando ao $$, é difícil achar algo decente por menos de R$ 40. Mas tive que me render. Inclusive, não resisti à capa tão linda desse O Homem Proibido, na foto, que ainda leva a curiosidade de Nelson Rodrigues tê-lo assinado como Susana Flag. Para completar, meu aniversário trouxe acréscimos à estante – que não esvazia na mesma proporção em que enche: Clarice Lispector – Só para mulheres parece ser uma delícia. Imagina conversa de mulher-para-mulher com Clarice? E o outro é Travessuras da Menina Má, de Vargas Llosa, que há de inaugurar minha entrada no mundo desse autor.

E o ano já está no meio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags deste post: , , , , ,

Um Comentário

Join the conversation and post a comment.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *